Primeiro conselho namorado

O irmão da adolescente Karolina de Souza Silva, 17 anos, assassinada na madrugada desta quinta-feira (10), em Vitória, conversou com a reportagem de A Tribuna e contou que o acusado de cometer o crime, Gusttavo Coutinho, de 19 anos, foi o primeiro namorado da vítima.. De acordo com o irmão, que é motorista particular e tem 27 anos, Karolina era estudante e trabalhava como menor aprendiz. Primeiro sexo com novo namorado Relacionamento , Sexo Um monte de meninas estão se perguntando sobre quando é realmente deve ocorrer a primeira relação sexual com uma nova cara, e quanto demorou a partir da primeira reunião, e dar adeus à primeira relação sexual. Primeiro encontro pessoalmente não deu muito certo. Meu namorado faleceu como superar? Sou recém casada e tenho um amante e agora? Medo de falar com os pais da minha namorada. Descobri que meu namorado era casado e tem filho. Navegação de posts Como se livrar do ex-namorado, marido: conselho geral. A lacuna implica uma cessação completa da comunicação. Mas muitas vezes o primeiro continua a esclarecer o relacionamento, que pode se arrastar por um longo tempo e não levará a nada de bom. 18/mai/2020 - Explore a pasta 'Conselho para amiga' de Andréia Santos no Pinterest. Veja mais ideias sobre Conselho para amiga, Pensamentos frases, Citações. O site fez uma pausa, mas está de volta! Mesmo sem atualizações, todos os dias recebíamos muitas dúvidas. É uma mistura de sentimentos muito estranha, por um lado mostra a importância do site e por outro não podemos ajudar o nosso público durante este período. Este conselho tem, pelo menos, dois furos: 1. A premissa de que o segundo namorado é sempre melhor que o primeiro e o terceiro é sempre melhor que o segundo. 2. A ideia de que a qualidade do namorado é descrita por uma única variável Caso a primeira mulher a chamar seu namorado, o conselho de um psicólogo Psicologia , Relacionamento Caso a primeira mulher a chamá-la de aconselhamento namorado de psicólogos, revistas, amigos varre toda garota está sofrendo com este problema, a pedir aos seus amigos, como eles se relacionam. Conselhos são maneiras de demonstrar seu amor e seu apoio por meio de ensinamentos de vida. Dê o empurrãozinho necessário para quem você ama: aconselhe! Como Beijar Seu Namorado Pela Primeira Vez. Se você gosta muito do seu namorado e quer demonstrar dando um beijinho nele, saiba que é comum sentir medo. Mas, não deixe que ele paralise você, pois beijar pode ser tão bom quanto assustador! S...

Meu parceiro gringo rico me agrediu fisicamente e me jogou na cara que sou brasileiro prostituto

2020.09.21 12:02 Silverwxyz Meu parceiro gringo rico me agrediu fisicamente e me jogou na cara que sou brasileiro prostituto

Quem aí é pobre e gostaria de um príncipe encantado pra te tirar da miséria e viver num castelo… de preferência na Europa com um bom padrão de vida? Pois é, encontrei algo parecido (só que não). Quem procura esse tipo de coisa ou aceita entrar nessa talvez seja bom saber que muitas vezes a vida não é esse conto de fadas.
Resolvi tentar minha sorte na Europa, Itália. Sou professor de inglês formado, sempre fui independente, mas na Europa dificilmente contratam um brasileiro pra dar aulas de inglês. As escolas preferem falantes nativos dos EUA ou Inglaterra. Mesmo se eu tivesse 100 anos de cursos e experiência, nunca vou deixar de ser brasileiro, e a maioria das escolas nem pega o currículo. Minha formação não vale muita coisa na Europa. E o mercado pra dar aulas de português é quase inexistente.
Nisso eu conheci um cara, gostamos um do outro… fui morar com ele. Percebendo minha dificuldade pra encontrar bom trabalho, ganhando pouco, ele propôs pra eu trabalhar menos e voltar a estudar, fazer outra graduação. Detalhes: ele é rico e tem o dobro da minha idade, eu 30 e ele 60. Sim, eu prefiro homens maduros. Aí é que está o problema, aliás, vários problemas: nossa grande diferença de idade, classe social, minha nacionalidade considerada “inferior”, a fama da prostituição dos brasileiros…
Desde o início passei por várias situações desagradáveis… Alguns amigos dele me perguntaram na cara mesmo se sou prostituto brasileiro e se não estaria com ele por causa do dinheiro. Ele brigou com esses amigos por causa disso.
São muitos desafios manter uma relação assim. Já é difícil pelo fato de sermos dois homens, e com grande diferença de idade! Se ao menos ele tivesse uns 10 anos a menos, seria mais fácil eu apresentar pra minha família... Minha mãe jamais aceitaria eu estar com um homem mais velho que ela.
Algumas vezes tentei terminar a relação. Já estive prestes a sair de casa, ele não deixou e disse: “Termine seus estudos, eu gostaria muito de dar isso pra vc. Depois você vai embora e encontra alguém mais jovem que eu”. Na verdade desde os primeiros dias que nos conhecemos ele sempre tentou me comprar, com luxos, viagens, e já no início da nossa relação disse que não tem herdeiros e procura alguém mais jovem como eu pra deixar tudo. Várias vezes ele me pede pra gente ir assinar os papéis do casamento e herdarei tudo. Ele diz exatamente isso! Aliás, ele já disse que fez o testamento dele declarando que sou o herdeiro.
Eu e ele sempre fomos bons amigos, tivemos uma conexão forte, sem problemas na relação, algumas briguinhas cotidianas, nada de mais…
Um ponto negativo é que ele é abertamente racista. Costuma fazer comentários contra negros, e sempre que ele tem oportunidade ele faz piada com o fato de eu ser brasileiro, diz que venho da selva, de um país perigoso, subdesenvolvido, que faço vodu, macumba… Antes ele era casado com uma moça da Guiana e depois teve um namorado da Venezuela. Ele culpa a origem latino-americana dos ex-parceiros pelo temperamento difícil e comportamento “primitivo”. Ele gosta de pessoas mais jovens. Como seria numericamente mais difícil ele conseguir um jovem europeu que queira morar com um velho, ele tem o histórico de pegar jovens desfavorecidos do “terceiro mundo” pra ajudar a trabalhar e estudar, todos os relacionamentos dele foram assim. Ou seja, ele mostra toda sua riqueza, tenta impressionar, e depois teme que está sendo usado, comprando alguém, e nos conflitos acaba sendo racista e usando o poder financeiro pra dominar e inferiorizar.
Se eu não respeito alguma “etiqueta” ele diz: VC VEIO DA SELVA MAS AGORA ESTÁ NA EUROPA, PRECISA SABER SE COMPORTAR. Na verdade eu não me sentia ofendido, ele é alemão e eu apenas retrucava falando coisas negativas de alemães. Eram piadas de mal gosto que fazíamos um contra o outro… E como resposta eu beliscava os mamilos dele, ele odeia quando faço isso. Já era um costume nosso.
Mas essa simples besteira desencadeou um conflito. Há dois dias estávamos na rua, eu tremendo de frio, e ele fez piada: VOCÊ É UM ANIMAL DA SELVA MESMO. NÃO ESTÁ FRIO. Em resposta, belisquei o mamilo dele, e desta vez ele teve um ataque de fúria. Ele apertou meu braço com bastante força, arranhou, tirou sangue. Ele nunca tinha me atacado dessa forma. Fiquei bastante chateado e passei o resto do dia sem conversar com ele. No final do dia, mostrei pra ele os hematomas, isso não se faz. Começamos a brigar e daí ele já abriu a porteira, falou várias coisas racistas, e por fim disse que sou um prostituto. Estávamos prestes a nos atacar fisicamente, ele veio pra cima de mim pra me dar socos. Eu empurrei, fiz posição de defesa e disse: EU SOU MAIS FORTE QUE VOCÊ. SE VOCÊ OUSAR, EU QUEBRO SUA CARA E TIRO SANGUE DE VERDADE. Ele recuou, sentou-se na cama e ficou acuado ofegante, tremendo, vermelho.
Estamos juntos há 4 anos, sempre tivemos uma relação pacífica, sem grandes dramas, nada parecido com isso tinha acontecido entre nós, foi bastante extremo. Estamos sem conversar há 2 dias na mesma casa, desviando um do outro, está insuportável. Eu já fiz dois anos de curso, precisaria de mais um ou dois anos pra terminar. Na Itália é quase impossível trabalhar, se sustentar e estudar ao mesmo tempo, as aulas são em período integral, precisa de dedicação quase exclusiva.
O que vocês fariam?
Tentariam engolir tudo isso, tentar fazer as pazes e procurar terminar o curso, ter um sonhado diploma europeu. Ou desistir de tudo... achar qualquer emprego, qualquer lugar pra morar... Ou voltar pro Brasil nesse período de crise, sem dinheiro e sem muita perspectiva?
Enfim, pra quem leu até aqui fica a lição: tentem ser independentes, donos dos seus próprios narizes e liberdade. O risco de depender de alguém é sempre alto... mais cedo ou mais tarde podem jogar isso na sua cara.
...
Resumo: moro na Europa com um homem rico e mais velho que me deu oportunidade de estudar. Tivemos um atrito bobo que desencadeou um conflito, ele é racista, me chamou de prostituto brasileiro. Já fiz metade do curso. Não sei se engulo e tento terminar os estudos ou se desisto de tudo.

UPDATE: Gente, obrigado por todas as mensagens! Eu já estava me preparando pra receber pedras aqui... porque na vida real recebi várias pedras por eu ser jovem, pobre e estar com um homem mais velho e rico. Mas de certa forma me impressionei por ninguém aqui ter me julgado.
O desfecho até agora: ficamos 2 dias sem conversar. No terceiro dia, ele veio pedir desculpas, disse que ele estava um pouco sob efeito de álcool, disse que entendi errado. Ele disse: EU FALEI QUE VC ""AGE""" COMO PROSTITUTO QUANDO APERTA MEUS MAMILOS, FALEI ISSO PORQUE NÃO GOSTO QUANDO VC FAZ ISSO. NÃO DISSE QUE VC ""É"" PROSTITUTO.
Ele disse que me conhece, sabe que não sou prostituto e não faria sentido ele dizer isso. Disse que entende que sou sensível com o uso da palavra "prostituto" por causa da minha nacionalidade e situação de estar com ele, mas que não foi intenção dele atacar esse ponto. Enfim... ele tentou se esquivar, contornar a linguagem pra forçar outro sentido, que o conflito tomou uma proporção descabida, disse que foi o álcool. Não colou muito na minha cabeça, mas pelo menos ele pediu desculpas e disse que sou parte da família dele e que meu futuro significa muito pra ele...
Eu só ouvi, fui meio frio, mas aceitei o pedido de desculpas. Ele é alemão, depois disso não nos abraçamos, não nos beijamos. O clima ainda está um pouco estranho, mas tudo pacífico e tranquilo.
Obrigado por todos os conselhos!
submitted by Silverwxyz to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.08.29 10:26 scdbys minha história de superação?

boa noite pessoal, tudo bem com vocês? espero que sim. então quero apenas contar minha história de amor e tentar reunir alguns conselhos!
em março de 2019 eu conheci o amor da minha vida, sim foi amor a primeira vista! na época eu tinha 16y e ela 15y (hoje eu com 17y e ela 16y). começamos a ficar sério em julho e a namorar em dezembro e em fevereiro deste ano ela me pediu um tempo, e um mês depois (março) ela terminou comigo. eu nunca amei alguém como eu amei ela, para mim ela era a mulher perfeita! tinha uma conversa boa, um sexo maravilhoso, uma família que eu me dava super bem e uma companhia inigualável. sei que não fui o que ela sempre sonhou, muito menos um namorado bom, eu sempre fui muito imaturo em todas as decisões (talvez por ser meu primeiro relacionamento), e tudo desandou em um término precoce :( logo em março quando ela terminou comigo, eu perdi meu chão, eu estava louci e comecei a fazer terapia 2 vezes por mês, como não estava dando resultados agora em junho, fui diagnosticado com um quadro inicial de depressão, comecei a tomar antidepressivos e creio que estou melhorando. mas meu problema está aqui: NÃO CONSIGO ME ADAPTAR A UMA NOVA COMPANHIA! já sai com 3 garotas desde o término, foi tudo muito estranho e desconfortável, principalmente quando uma dessas garotas veio aqui na minha casa (FOI HORRÍVEL), meu corpo estava louco, pedindo socorro para ela ir embora e eu poder chorar sozinho. enfim, passou! e cá estou eu novamente. hoje (29/08) irei para a casa de uma antiga amiga minha, pois ela me chamou, espero que tudo ocorra bem :), iremos beber e fazer um churrasco! realmente espero que tudo volte a ser como era antes, eu só quero ser feliz.
obrigado a vc q leu até aqui, se quiser me dar algum conselho, por favor, fique à vontade :)
submitted by scdbys to desabafos [link] [comments]


2020.08.07 03:32 OtakaLixo O meu vazio emocional.

Bom, eu não sei como começar isso então vou direto ao ponto. Eu cresci tendo apenas uma amiga, a qual eu confiava todos os meus segredos, intimidades, problemas e problemas familiares. A 2 anos atrás tivemos que mudar de escola e fomos para a mesma pq não queríamos perder contato, lá ela conheceu outras pessoas e eu também, começamos a gostar de coisas diferentes, conversar com pessoas diferentes e aos poucos fomos nós afastando. Depois de uns meses estudando lá, ela começou a contar coisas pessoais sobre mim para as amigas dela. Quando ela descobriu a minha bissexualidade começou a me fazer ameaças dizendo que todo mundo saberia inclusive a minha família. Eu comecei a me sentir muito sozinha, pois nunca fui muito extrovertida como ela e tenho uma personalidade difícil de se lidar. O tempo passou, e com a chegada de 2019 ela mudou novamente de escola (o que me causou um misto de alívio com saudade de quando éramos amigas), mas pra minha surpresa, acabei separada das únicas 3 amigas que tinha conseguido em 2018 (as quais sou muito grata, pq me apoiaram muito quando comecei a me sentir mal), tentei de todas as formas possíveis não deixar isso me abalar, tentei interagir mais com a minha turma e até com as outras, fiz o possível pra ter novas amizades mas nada adiantou e o sentimento de vazio foi crescendo cada vez mais. No fim do ano, conheci um garoto 5 anos mais velho na internet (que chamarei de Gabriel aqui), e nos conhecemos por um acaso do destino na virada do ano, então eu tive certeza que tinha me apaixonado por ele mas nós nos afastamos, então namorei 2 outros garotos (um antes do carnaval e outro depois do carnaval), o primeiro era muito gente boa, me tratava muito bem e tudo mais, mas o segundo me fazia sentir um completo lixo. Terminei o segundo namoro e voltei a falar com o Gabriel logo em seguida, contei pra ele tudo que tinha acontecido e ele me ajudou muito, todas as noites ele me ligava e a gente até as 3 da madrugada conversando, ele tocava umas músicas ora mim e enfim, o sentimento voltou muito forte. Nós saímos juntos, ficamos e no domingo passado eu fui na casa dele. O sentimento de solidão não parou desde 2018, eu criei traumas por causa do meu segundo namorado, não criei nenhum laço forte de amizade de 2019 pra cá e tenho crises de ansiedade constantes quando lembro de tudo que aconteceu nesses últimos 2 anos (foram muitas coisas, mas o texto ficaria extremamente longo caso eu contasse tudo), mas estranhamente quando estou junto com o Gabriel tudo parece mudar, como se o tempo voasse e eu me sentisse viva denovo. Ele não sente o mesmo por mim, é apaixonado por outra menina é descobrir isso quebrou meu coração, ele tem depressão alguns traumas do passado também (que não contarei aqui por respeito a ele), eu tento ajudar ele e talvez motivar ele a não desistir de nada, mas me sinto uma completa inútil quando vejo que amigas virtuais ele fazem isso melhor que eu, me sinto uma completa perda de tempo pra ele, sinto que não tenho valor nem serventia pq nem se quer consigo ajudar alguém que eu tanto amo. Meu coração tem acelerado todas as noites na última semana, eu tenho me sentido cada vez mais insignificante e ridícula, um vazio tem tomado conta da minha alma cada vez mais. Eu sei que parece idiota e peço desculpas por te fazer perder seu tempo. Muito obrigada por ler e se tiver um conselho eu agradeço de coração
submitted by OtakaLixo to desabafos [link] [comments]


2020.07.20 06:46 annlrs Como saber se eu fui trocada ou se é normal substituir as pessoas online?

Primeiro, eu sou uma pessoa muito de boas. De verdade, não me importo com meu namorado passar horas jogando, ter outros amigos que ele nunca nem viu mas passa mais tempo conversando do que com qualquer outro que ele realmente conheça. Mas, vamos aos fatos: 1. Estou há quase 1 mês sem vê lo, nessa quarentena a gente só se vê uma vez por mês, quando muito, porque não quero morrer nem matar quem mora comigo ou com ele. Então a gente foi de se ver todo dia para se ver 1x ao mês, quando dá. 2. Ele não me liga, não faz vídeo chamada, não me chama para fazer nada com ele a distância. Mesmo eu me esforçando, baixando os jogos, achando filmes e ele nunca dá ideia de nada. 3. Ele passou a semana inteira me respondendo monossílabo. Sim, não, auabagahahga, talvez, pois é. 4. Ele sabe que eu sempre tento incluir ele na minha rotina, assistir um filme juntos online, qlq coisa assim, mas essa semana eu cansei. Eu só não fiz nenhum esforço de chamar ele para nada.
Aí hoje ele some por horas (umas 3 horas) e volta falando que montou um puta grupo com os amigos, que eles agora jogam juntos, assistem filmes juntos, e ele tá hiper feliz com isso. Ele dificilmente fala do que ele tá fazendo, se ele tá feliz ou não, mas hoje ele veio contando tudo, hiper feliz. E eu tô aqui, sozinha, deprimida pelos cantos, preocupada com ele por estar lá sozinho, sendo otária porque claramente ele não sente a minha falta, não sente falta da minha companhia, e tá muito bem lá trancado no quarto sem falar com ninguém.
E tô muito em dúvida, porque será que isso quer dizer que o relacionamento acabou, que eu sou só a distração sexual dele e que ele tá é feliz de se ver livre de mim. Será que é um mecanismo de defesa dele, já que tá difícil ele prefere se distrair dessa forma?
Aceito conselhos, dicas, histórias parecidas, desabafos de pessoas que também tem amigos online melhores do que os da vida real.
submitted by annlrs to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 23:14 -NoThINgG- Meu namorado de 2 anos terminou comigo por ele ser poligamo.

Para quem não sabe, poligamia e ter consentimento de uma pessoa ter varios namorados(as) ou maridos(esposas) ao mesmo tempo.
Tenho 18 anos e faz 5 anos que eu sou bissexual, sempre fui mais na minha e nunca fui muito de "ain só namoro com homos/bi/pan e etc" mas a 3 anos conheci uma pessoa que eu simplesmente adorei ela, vamos chamado de Evan, depois de alguns meses Evan e eu ja estávamos namorando seriamente e ele me disse que era poligamo, eu falei que tudo bem e que ele podia fazer oque quiser e que eu não me importava, mesmo uma parte de mim sabendo que isso era mentira.
Ficamos 2 anos namorando e até abril de 2020 ele só tinha dois namorados, eu e outro cara (vamos chamalo de Rodrigo), e então ele me manda uma mensagem dizendo que tava muito feliz que tinha começado a namorar um cara que ele conhecia no Twitter a mais de 1 ano, aí começou minha paranoia, tipo ele gostava muito de um cara a 1 F*CKING ano e eu não sabia, tipo nenhuma hora ele me fez algum pedido ou conselho sobre esse cara, estranho mais eu ainda não estava tão desconfiado nem nada parecido.
17 de junho de 2020, sem querer uma foto do Rodrigo passou no meu feed (provavelmente retwittada pelo Evan) e eu percebi que tinha uma conversa enteira entre ele e o Evan, e nas minhas fotos ele nunca comentava nada as vezes nem curtia, mais tudo bem eu não estava com ciúmes ou nada (até porque a gente se falava bastante pela DM) mas resolvi entrar no perfil do Rodrigo no Twitter e toda foto dele o Evan comentava e falava com ele, fui ver no perfil do outro namorado e era a mesma coisa, então eu fui perguntar para ele, tipo tudo bem fazer isso eu só queria saber se ele agia diferente com os outros dois, ele me falou que amava nos dois igual e que não tinha motivo para me preocupar.
Eu comecei a falar menos com ele pois estava entrando em um novo trabalho, mais esqueci de contar para ele por causa da quarentena e então ele má manda uma mensagem desse jeito: "Olha Lucas, você e um cara muito legal e eu te admiro muito mais eu não consigo mais namorar com você, não consigo suportar o fato de você achar que eu não te amo '(com o detalhe que eu nunca falei isso)' e por isso quero terminar".
Quando eu cheguei em casa e li a mensagem meu corpo formigou, Evan era a melhor pessoa que eu já tinha conhecido e eu não suportei o fato de ele ter terminado um namoro de 2 anos comigo por que eu citei que ele falava mais com os outros dois, fiquei em choque, demorei mais de uma semana inteira dentro do meu quarto para me recuperar.
Esse tinha sido meu primeiro relacionamento que chegou a dar certo e ele acabou de repente por que eu li os comentários de um twett 😃, pelo menos deve ter gerado algum indeferimento para vocês.
submitted by -NoThINgG- to desabafos [link] [comments]


2020.07.04 08:50 fuq_daniel Não consigo esquecer uma pessoa e seguir em frente com a minha vida

Eu tinha postado isso a um tempo no advice mas fui completamente ignorado, descobri esse em pt-br e espero que aqui seja diferente, desculpem a preguiça mas eu só fiz copiar e colar mesmo texto e joguei no tradutor, então se tiver algum erro espero que consigam entender o contexto, caso tenham alguma dificuldade o texto em inglês e "mais legível" está aqui, obrigado pelo tempo de vocês!

Em 2015 eu entrei no ensino médio, logo no início do ano eu vi uma garota de uma sala de aula que estava antes da minha aula, era como se eu me apaixonasse instantaneamente, nunca tinha sentido isso antes, mas sou muito tímida e insegura comigo mesmo e o tempo passou e passou e foi só depois de quase um semestre inteiro que tive coragem de entrar no quarto dela e ligar para meu colega para dizer que o professor estava chegando, felizmente o grupo de pessoas com quem ele estava falando era o mesmo grupo de amigos que essa garota e, em seguida, ele me apresentou ao grupo, e assim minha amizade com eles cresceu, a um nível em que passei mais tempo no quarto deles do que no meu, e um dia tive coragem de conversar com a garota Eu estava secretamente apaixonado, ela estava sentada na última cadeira com a cabeça sobre a mesa, então perguntei se ela estava bem e ela disse que não e que queria ficar sozinha. Entendi a mensagem e a deixei. com o passar do tempo, tentei conversar com ela e quando estava chegando perto do final do ano já éramos melhores amigas, como eu disse, passei mais tempo na sala de aula dela do que na minha, consequentemente não participei de aulas na escola e repeti o ano enquanto ela passava.

Em 2016 eu estava fazendo meu primeiro ano do ensino médio novamente e ela estava no segundo ano, ela começou a namorar e eu ainda não tinha falado sobre meus sentimentos, mas todo mundo sabia que, no fundo, eu gostava dela, eu era o cara que as pessoas apontaram e disseram que fizemos um ótimo casal, o cara que as pessoas apontaram e disseram "esse cara gosta dela", mas a única coisa que eu sabia fazer era negar esse sentimento, com medo de que, se eu me abrisse para ela, nós acabávamos nos afastando um do outro, e eu gostava tanto dela, que ainda me lembro de um pensamento que tinha naquela época: "Eu gosto muito dela, por poder estar perto dela, de poder vê-la todos os dias na escola, já me sinto a pessoa mais feliz do mundo ", um pouco depois aconteceu algo muito importante, eu estava tocando no celular dela e abri as conversas com o namorado no WhatsApp, eu tinha um amigo no do lado e ela começou a gravar um áudio dizendo que a garota que você gostava era muito gostosa e eu comecei a dizer simi Além disso, esse áudio deve ser cancelado, mas em vez de arrastar o dedo para o lado e parar de gravar, minha amiga tirou o dedo da tela e enviou o áudio. Naquela época, a função de excluir mensagens era apenas um sonho, e o namorado dela ouviu o áudio. Outro dia na escola, a garota que eu gostei estava muito chateada comigo e disse que tinha terminado de namorar, ela disse que acreditava que eles ainda estavam namorando, mas o tempo passou e passou e eles não namoraram novamente, e mesmo assim eu ainda não disse que eu gostava dela. O fim do ano estava chegando e, novamente, passei mais tempo na sala de aula dela do que na minha própria sala de aula, e não passei no ano novamente, e na escola que estava estudando na época, se você não passasse o ano duas vezes você será transferido para o turno da noite.

Em 2017, cursando o primeiro ano do ensino médio no terceiro ano e ela no último ano, mas no turno da manhã, participei de um quarto das aulas e depois pedi para me transferir para outra escola onde estudaria pela manhã e o horário para a minha aula ela terminava antes da aula da minha amiga, então quase todos os dias eu a visitava ao sair da escola, mas por alguns meses eu parei de visitá-la e, quando meu aniversário, na terceira semana de setembro, eu a visitei e felizmente consegui vê-la, ainda me lembro do abraço que ela me deu hoje, foi o melhor abraço da minha vida, fiquei tão emocionado com esse abraço que comecei a chorar e, a partir desse momento, as coisas começaram a mudar, ela me convidou para sair em 27 de novembro de 2017 e, naquele dia, tivemos nosso primeiro beijo, e logo depois ela disse: "Acho que se não tivesse feito, você não teria coragem de fazê-lo", e foda-se, ela estava certa, eu passaria o resto da minha vida escondendo esse sentimento.

Em fevereiro de 2018, começamos a namorar e agora eu tinha certeza de que era a pessoa mais feliz do mundo, finalmente estava namorando a pessoa com quem sempre queria estar, e assim o ano continuou, quando no final do ano a irmã que ela descobre que está grávida e, um pouco mais tarde, acaba perdendo o bebê, e então as coisas começaram a ficar complicadas, toda a atenção estava focada nela, um pouco mais tarde, no início de 2019, seu tio faleceu e, em seguida, os pensamentos e seus comportamentos depressivos começou a se intensificar e acabei na mesma situação, paramos de conversar com a mesma frequência e, no início de agosto, alguns dias antes de completarmos um ano e meio de namoro, encerramos o relacionamento e a partir daí tempo aqui eu tenho tentado esquecê-la, eu tive alguns relacionamentos rápidos durante esse período, mas nada que realmente me pegou, em janeiro deste ano eu conheci uma garota muito legal e em fevereiro começamos a namorar, fizemos bem, mas devido para COVID-19 e a quarentena, paramos de ver cada ot ela e eu entramos em uma depressão leve novamente, voltei a ter ataques de ansiedade e pensei que ela não merecia isso e na semana passada terminamos.

Embora todo esse tempo tenha passado e esteja prestes a completar um ano desde que terminamos, eu nunca consegui tirar essa garota da cabeça completamente, e sempre me pergunto se devo chamá-la para falar, sinto muita falta dela, não me sinto mal por perder uma namorada, me sinto mal por perder minha melhor amiga, preciso de conselhos para seguir em frente, o que devo fazer? Ligar para ela para conversar ou tentar seguir em frente com a minha vida? E se sim, como devo fazer isso? Estou quase desistindo de tudo
submitted by fuq_daniel to desabafos [link] [comments]


2020.07.03 19:32 NanoKaiZu Planos de vida

Tudo bem pessoal? Vim aqui desabafar e pedir conselhos sobre um assunto que tem me deixado muito triste e dividida. Daqui há alguns anos quando estiver em melhores condições, eu e meu namorado gostariamos de nos mudarmos e irmos morar em um país bem longe daqui do Brasil. Não gosto muito de morar aqui por várias questões, principalmente a segurança e liberdade. E me identifico muito mais com o país que pretendo ir, acredito que vou ser mais feliz lá. Eu e meu namorado já conversamos muito e ele também partilha dos mesmo pensamentos. A questão é que sempre que vou tomar um decisão eu penso nas pessoas que eu amo primeiro, penso no lado deles na questão. Como é um país muito longe, e eu não seria rica para viajar muitas vezes por ano para cá, acredito que eu veria meus pais 1 vez por ano, mais ou menos, e em chamadas de vídeo pelo computador. Seria errado fazer isso com eles? Fico pensando que não seria certo deixar eles com saudades da filha(apesar de que somos 4 irmãos), sem poder passar tempo juntos e conviver comigo. Penso também que a cada dia eles vão envelhecer e não vou acompanhar isso, até chegar um dia que eles irão morrer e eu irei ter ficado com eles pouquíssimas vezes nos últimos anos de suas vidas. Seria certo "abandonar" meus pais para pensar apenas no meu futuro e para ter uma qualidade de vida melhor? Um filho deveria sempre se manter perto dos pais ou ambos devem aprender a lidar com a saudade e viverem suas vidas? Eu deveria pensar em mim, amadurecer, ir viver a minha vida e aprender a lidar com a saudade? As vezes acho que crio muitos problemas na minha cabeça mas sei que meus pais não gostariam de ficar tão distantes de mim(assim como qualquer pai e mãe, creio eu). Não quero que eles sofram e chorem por saudades. Mas ao mesmo tempo penso que existem muitas pessoas que vão morar em outros países e ficam distantes de seus parentes, e (ao meu ver) parecem lidar bem com isso. Desculpem pelo texto confuso mas eu tenho tantas dúvidas que fica difícil colocar tudo aqui. Enfim, alguém poderia me ajudar? Preciso muito de conselhos para saber como prosseguir. Gostaria de saber a opinião de vocês, se eu deveria pensar em mim em primeiro lugar. Gostaria muito da opinião de pessoas que moram/já moraram/pretendem morar longe das pessoas que amam. Obrigada a todos ♥️
submitted by NanoKaiZu to desabafos [link] [comments]


2020.06.28 12:39 NayhAlmeida Sou babaca por não contar para minha família que estou a um ano morando fora do Brasil?

Olá galera, criei essa conta só para contar essa história. Desculpe os erros de português,estou muito nervosa e me sinto muito estranha contando isso.
Me chamo Nay, mas vou preservar minha família dessa exposição então não usarei os nomes deles. Nasci de uma gravidez indesejada, não convivo com meu pai e minha mãe me deixou com minha avó para viver com meu padrasto, pois na época ele exigiu que eu não existisse entre os dois, então eu morava com minha avó, meu avô, meu bisavô João e meu tio. Minha família é muito conservadora, é de interior de Minas e é muito fervorosa religiosamente, com isso eles sentiram muita raiva da minha mãe com isso tudo, na época meu tio tinha 15 anos e era o prodígio da família, pois iria ser padre, e meus avós faziam de tudo por ele até eu nascer e tomar toda essa atenção e cuidados, meu tio ficou muito irritado alguns primos falam que ele falava que eu estava dormindo quando pequena só para que as amigas da minha avó não fosse me visitar, o tempo passa eu já com 12 anos e meu tio foi "rejeitado" na escola dominical com decidiu fazer faculdade, mas meu bisavô decidiu em vez de ajudar ele nos custos e essas coisas, que teria prometido antes, ele me colocou em um Colégio particular bom da minha cidade, pagar cursos de pintura (que amo) e essas coisas, meu tio ficou com muita raiva de mim e quando todos não viam ele me batia e fazia com que tudo de errado da casa caísse sobre mim, exemplo quem quebrou isso? Deve ter sido a Nay, minha avó não gostava das minhas atitudes já que eu não ia a igreja com ela, detestava rezar o terço e isso piorava com o que meu tio fazia, meu bisavô morreu quando tinha 12 anos e então esse ano foi péssimo entrei em depressão, todos me acusavam de não dar valor o que meu bisavô fazia, por conta de não ir com ele na igreja, enfim repeti na escola por faltar, pois nem a aula queria ir emagreci, tentei coisas contra minha vida, mas minha avó achava isso frescura de adolescente querendo aparecer. Daí pra frente minha vida foi um inferno, comecei a trabalhar em um emprego de meio expediente depois das aulas, minha avó começou a exigir que eu pagasse contas da casa para ajudar, mas com tempo ela começou a exigir que eu pagasse a estadia, que se eu morasse ou estivesse em hotéis eu estaria pagando mais. Então eu pagava tudo com contas equivalentes que minha avo fazia, tipo conta 300 dividia por moradores e eu pagava minha parte.
Nota: ate meus 15 anos.
A mãe de uma amiga minha ficou mal com aquela situação que eu passava e perguntou se eu queria morar com ela em Belo Horizonte, juntei meu dinheiro e fui, minha família deu graças por não ter esse peso, meu tio na época morava sozinho com seu amigo no rio de janeiro já estava formado na faculdade e trabalhava lá.
Passada uma semana que estava em BH fiquei sabendo que a cidade toda estava de fofocas, principalmente nos eventos da igreja que minha avó ajudava, sobre minha família ter me "expulsado de casa", pois era assim que eles pensavam, fofoca ne, então minha avó começou a me ligar pedindo pra que voltasse que tudo iria mudar, mas eu já estava bem, trabalhava meio período, estudava e adorava ter paz quando chegasse em casa, minha avó começou a me chantagear falando que se eu não voltasse ela iria morrer e dramas dessa forma, que estava mal por não estar comigo. Então numa tentativa desesperada minha avó fingiu estar mal e pediu o médico que a internasse no hospital para fazer exames, já que ela estava muito mal, sim na minha cidade alguns médicos fazem TUDO que você pede se pagar. Então nessa hora meu tio me liga dizendo que se eu matasse minha avó ele iria ate no inferno me buscar, fez um escândalo com a mãe da minha amiga dizendo que eu fugi de casa, publicou isso em todas as redes sociais com minha foto, falando que eu era a pior pessoa do mundo pra minha família que minha avó estava doente por conta minha, detalhe que naquela época eu tinha no meu Facebook meu chefe e amigas de trabalho, então fui demitida em uma conversa estranha sobre eu ser uma pessoa melhor e voltar pra minha família, chorei muito e voltei. Quando cheguei minha avó estava em casa com a cara mais plena do mundo, falou que não sabia que meu tio fez aquilo, que ela não pediu isso e que ela nem estava tão mal assim, que não tinha culpa e eu voltei por quis, dai pra frente no natal e reuniões de família eu evitava meu tio, minha avó vê meu tio como o menino de ouro dela que nunca a decepcionou então para ela meu tio fez certo. Dai até os meus 18 anos trabalhei e estudei, pagava a minha moradia e não tinha amigos, pois para minha avó ninguém tem amigos e que amigo é só Deus, que todos me invejavam e essas coisas então minha avó arruinava minhas amizades falando e fazendo coisas e depois fingindo que não fez. Chamava minhas amigas de vagabundas quando eu não estava em casa para não me chamarem que eu não ia sair com aquele tipo de gente.
Então com 18 anos conheci meu ex ele morava em outra cidade no caso uma cidade universitária, ele estudava lá, mas ele nasceu na mesma cidade que eu então a gente se conheceu por isso, expliquei para ele como era minha família porque sei que não é fácil pensar isso deles já que são muito ligados a igreja e a família dele também, vou pular uma parte longa do começo do nosso namoro até ele descobrir os podres da minha avó pois não é o foco, enfim eu fui fazer faculdade na mesma cidade que ele, consegui auxilio alimentação da universidade e moradia então morava no campus e comia lá, era bem puxado pois fazia matemática e dividia quarto com mais 3 pessoas que nem conhecia, mas era necessário eu queria ter paz na vida, eu não entrei na faculdade por querer algo como me qualificar eu só queria sair de casa, minha família ficou orgulhosa por vários motivos, primeiro que meu ex era de "boa família", segundo que eu estava fazendo faculdade federal e então estava tudo ótimo para eles certo? Errado eles me cobravam constantemente pra terminar meu curso, quem é de exatas entende o quão tenso é você decorar 1 milhão de fórmulas e na hora da prova não saber qual é a primeira que irá usar e o branco vir, então no começo a adaptação é tensa, cobrava que eu casasse com meu ex no caso já estavamos com 2 anos de namoro e morávamos juntos nessa época, mas como disse eu e ele não ligavamos pra eles, eles me mandavam dinheiro através da conta do meu ex para que eu possa comer algo, era bem pouco mas ajudava sim não posso negar, pois comprava pão e leite, eu já ia para casa só nas férias e minha família continuava querer cobrar minha estadia quando ia, exemplo: você ficou 10 dias, então com a luz, água e x o valor fica xx, eu achava isso um absurdo, pois eu ia só para visitar minha família (obs.: minha mãe separou do meu padrasto e teve minha irmã com isso as duas foram morar com meus avós, então eu ia para ver ela) Mas com o tempo passei a ir só no natal e voltava antes do ano novo, então não dava tempo de se meterem na minha vida, o tempo passou e meu namoro já tinha virado mais amizade que amor, então decidimos separar, mas não falamos para minha família logo, ja que na visão da minha avó eu não consigo me virar sozinha sem meu ex, e nenhum homem será bom que nem ele, então mantivemos essa mentira por um tempo e quando contei minha família achou que seria uma fase e que a gente voltaria logo, sendo que já tínhamos superado e já tínhamos ficado com outras pessoas, passa o tempo e em 2019 decidi que iria viajar, queria a muito tempo, mas meu ex não programava falava sempre um dia e um dia, mas acabava que nunca chegava esse dia, então decidi mesmo que minha família brigue por viajar sozinha eu iria, tinha juntando dinheiro e queria viajar para fora do Brasil. Em outubro de 2019 eu conheci meu atual pelas redes socias, iria viajar no ano novo decidi que seria para Portugal e então comecei a olhar as coisas do país, onde ficar e com isso acabei falando com ele, ficamos íntimos muito rápido e na primeira semana falávamos de tudo um com outro, conversa vai e vem e eu decidi que iríamos nos ver assim que eu chegasse. Mas com o tempo essa paixonite ficou mais séria e eu e ele só pensavamos o que fazer quando eu voltasse pro Brasil e ficasse longe, porque pra mim uma viagem dessa seria de 5 em 5 anos, e ele é militar acaba que não tem tempo também para viajar, então decidimos com ele que eu iria ficar lá com ele (não foi assim do nada foi pensado e seria um teste se desse errado eu voltava), mas sim faltava 3 meses para isso, então eu arrumei as coisas, resolvi questões já que morava sozinha então tinha coisas a fazer e resolvi que faltando 1 semana pra ir eu iria para minha cidade falar com minha família sobre isso, pois não daria tempo deles tentarem arruinar esse meu desejo e eu queria que fosse algo leve que eu explicasse que eu teria dinheiro e se eu quisesse voltar eu voltava, mas quando cheguei em casa a minha avó mandou eu fazer comida, pois não tinha comida para mim lá e que eu podia fazer mas reclamou e reclamou que eu não estava com meu ex e falava pra eu dar orgulho para ela, eu travei e não consegui falar, enfim viajei, pedi conselhos ao meu ex, pois ele mais que nunca sabia como era isso tudo e ele disse que assim que eu arrumasse emprego em Portugal, mostrasse que estava aqui, explicava tudo e falava que estava bem e trabalhando e no caso até poderia mandar dinheiro pra ajudar eles (algo que eles iriam ficar "orgulhosos"). Mas o destino meus amigos, o coronga entrou em ação quase 1 mês depois que estava aqui e ficou impossível de conseguir emprego, minha avó começou a não gostar deu estar sozinha no Brasil e então comecei a mentir falando que estava com amigas e que estava bem, meu tio começou a jogar umas indiretas sobre eu não estar em casa já que eu não fazia mais vídeos chamadas com minha avó, e minha avó falava em voltar sempre com meu ex, eu não consegui falar, pensei que conseguiria ficar com visto de trabalho e que com isso eles não poderiam sei la fazer algo para que eu voltasse para o Brasil, fora que meus sogros já acham estranho essa história de se conhecer pela internet do meu namorado e eu, então pensava que meu tio poderia achar nas minhas redes sócias meu sogro e inventar coisas e piorar meu relacionamento com eles, eu sou extremamente feliz com meu namorado, não sinto o peso da família sobre isso, podemos fazer o que quiser, voltei com meus cachos coisa que minha família detestava e nunca deixava que eu voltasse, ele me apoia e sinto que foi a melhor coisa que fiz é ter dado essa chance pra nós dois. Minha avó detestou que voltasse que os meu cachos mas meu namorado me apoio muito nisso. Minha avó gravou um áudio chorando falando que estraguei meu cabelo que minha mãe e ela viram meu cabelo na foto de perfil do whats que a mesma daqui e que estou péssima devo estar louca terminei meu namoro e agora isso que só faço desgosto e coisas do tipo, respondi com: eu estou linda me amo assim lide com isso. Minha avó de vez em quando manda dinheiro pra mim como presente, ja disse que não preciso, pois vejo que assim ela acha que eu tenho obrigações com ela, mas ela mansa pois sabe minha conta do banco e sempre me convence fala do a compra uma blusinha pra você e talz foi fulana que mandou (no caso fala que o dinheiro é presente de primos, madrinhas meu avô). Em Dezembro desse ano ira fazer um ano que vou estar aqui, pensei que em novembro poderia falar com minha família que iria viajar em Dezembro e fingir que esse meu 1 ano não existiu já que quase não fiz nada aqui por conta do coronga e até lá eu iria tentar me regularizar no país, então não teria a possibilidade deles fazerem algo contra, ao mesmo tempo tenho vontade de falar que já estou aqui quando eles me ligam e tirar esse peso, mas sei que as consequências podem ser muito piores e já que eu aguentei ate agora eu aguento até dezembro. Minha avo me liga regulamente e não sabe do meu atual relacionamento fico mal, mesmo sabendo que se eu apresentar meu atual ela não ira gostar dele da mesma forma que meu ex, por conta dela exigir essa coisa de boa família, eu queria que ela visse o quanto ele me faz bem e como sou muito mais muito feliz com ele.
Eae gente sou babaca de não falar que estou aqui em Portugal para minha avó e família?
Ps.: é irrelevante, mas meu tio é gay, esse amigo dele é marido dele, ele "esconde" isso da minha família, eles tem casa juntos, compraram carro juntos, tem dois dogs juntos, mas contam para todos que são amigos,quando outros familiares falam que acham isso estranho minha avó e minha mãe, ameaçam todos falando que é difamação e que eles vão ter que provar judicialmente. Para minha família isso seria algo horrível, não gosto do meu tio acho ele falso e dissimulado, mas fico mal por minha avó não aceitar ele e mesmo eu sendo heterossexual tenho amigos gays, bi etc... e minha avó não aceita o fato de ter "colegas" (já que pra ela não tenho amigas) bi e lésbicas, pois vão pensar mal de mim e elas só querem me levar para esse caminho do mal.
submitted by NayhAlmeida to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.25 12:10 Dany_Tai Sou babaca por querer sair de casa e não suportar mais os meus pais? (Obs: favor ocultar meu nome se for postar em algum lugar)

Oi Luba, restos de papelão, gatas, muito Improvável convidado e turma que está a ver (vcs são daora)
Meus pais são extremamente conservadores e religiosos (São testemunhas de Jeová), controlam cada aspecto da minha vida. Controlam meu celular, meu namoro, e até com que posso fazer amizade. Tenho 15 anos de idade e não suporto mais os meus pais na minha cola o tempo todo. Eu vou contar um pouquinho da minha vida pra vcs entenderem.
Bom, primeiro que eu fui um acidente né, segundo que meus pais queriam um menino, terceiro que eu sou quase tudo o que eles querem que eu não seja.
Minha irmã nasceu quando eu tinha dois anos, até aí beleza, mas meus pais queriam que fosse um menino. Aí entra meu irmão na história, ele nasceu quando eu tinha quatro anos, e claro que eu era deixada de lado, afinal, um recém nascido e uma criança de dois anos precisam de mais cuidados do que uma criança de quatros anos. Eu nunca me dei bem com a minha mãe, isso é fato, todo mundo sabe, mas com meu pai ERA diferente.
Aí fui crescendo e tal, superei o bullying na escola, alguns corações partidos, e também a pior coisa que me aconteceu no fundamental. Eu não tinha muitas amigas, e depois do que minha mãe fez, passei a não ter nenhuma. Minha mãe HUMILHOU todas elas, chamou elas todas de putas e de "meninas faceis", disse que não tinham caráter e mais um monte de outras coisas horriveis. Eu fiquei passando o intervalo das aulas sozinha durante um ano (as vezes me escondia no banheiro porque os meninos ficavam me zoando), um ano pra fazer uma única amiga (a qual meus pais não gostam, porque ela tem um filho). Eu comecei a namorar (no início foi escondido, porque eu sabia que meus pais não iam aceitar), quando contei pros meus pais, eles nos encheram de regras como: Só poder se ver uma vez por semana (agr só podemos nos ver uma vez por mês, mas isso é outra história); não poder dormir na casa do outro e, se dormir, em quartos separados (agora nem podemos mais ir na casa do outro, faz quase 5 meses que ele não vem aqui, e eu vou pela primeira vez em 5 meses na casa dele, porque estamos fazendo um ano de namoro mês que vem) e outras coisas nada a ver.
Meus pais gostam de ficar jogando as coisas que eu já fiz de errado na minha cara, bem como meus irmãos. Meus pais dizem que a culpa dos meus irmãos serem uns demônios é porque eles estão seguindo o meu exemplo. Minha mãe já chegou a dizer que sou a decepção da vida dela, e meu pai uma vez disse que não consegue ter orgulho de mim, só vergonha. Já estou acostumada com insultos vindos dos membros dessa "familia".
Eu não sei o real motivo, mas suspeito que meu transtorno de ansiedade seja causado pelos meus pais, porque além deles serem assim, exigem muito de mim na vida acadêmica, além de ter que ser "dona de casa", e também uma boa reputação, porque "sou filha de servos de Deus".
Eu queria saber o que vcs acham, as vezes sinto que sou muito hipócrita por sentir "odio" por meus pais. Eu sei, foram eles que me criaram, mas eu não consigo amá-los, e as pessoas me fazem sentir horrível com isso.
Em fim, é isso. Desculpa o texto longo.
Edit1: Esclarecendo dúvidas
Edit2: mais dúvidas kkk
Não tenho como arranjar um emprego por alguns motivos, como:
• A minha cidade não oferece jovem aprendiz em nenhuma empresa é, se oferecesse, teria que ser junto com um curso, e eu ficaria totalmente sem tempo.
• Se as aulas presenciais voltarem vou ficar com menos tempo ainda, pq estudo em outro cidade. Por exemplo, eu tenho que acordar às 5 a.m, pra pegar um ônibus as 6 a.m, chegar na escola as 7 a.m, e estudar até 5 p.m, aí ir embora e chegar em casa as 6 p.m.
Acho que é isso.
BEIJO SEUS LINDOS ❤❤
SE CHEGAR NO LUBA EU ZEREI A VIDA ( P.s:Te amo Lubixco)
Obrigada por todos os conselhos e boas vibrações, eu adoro vcs❤
submitted by Dany_Tai to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.24 22:34 Dudah_Lemes16 Sou babaca por deixar de falar com a minha melhor amiga, depois de ela me abandonar?

Oii lubinha, editores, gatas, papelões, possível convidado e turma que está a ver, bom um pequeno contexto pra vcs,- quando eu estava no nono ano, meu grupo de amigos começou a se separar e ficou praticamente eu e mais duas meninas, q eu conhecia a mais de 7 anos Entt ficamos bem próximas, a protagonista, se chama Isabela (vo expor mesmo)e a outra de chama Lorrane, fazíamos tudo juntas- essa história n faz muito tempo, a quase seis meses atrás, como todo aluno do primeiro ano do ensino médio, estávamos animadas, afinal é escola nova, as duas estavam perto da lista de salas, e eu "infelizmente" n cai na mesma sala q elas, eu n tinha nenhum amigo na minha nova sala, enquanto elas tinham ficado na sala onde maioria da minha sala antiga estava, ficamos chateadas( tipo" aiiiin, n fiquei contigoo, vou trocar de sala") mais seguimos a vida né, eventualmente, fui fazendo amigos na minha nova sala, e eu me encontrava com as meninas (Lorrane e Isabela) no Recreio, conheci duas meninas incríveis, q vieram a ser minhas novas melhores amigas (dps do ocorrido) uma se chama Anna Clara, e a outra Kauany, eu repartia meu tempo entre elas no Recreio, mais a Lorrane era muito ciúmenta, parecia q se eu n fosse mais amiga dela, eu n seria amiga de mais ninguém, mesmo eu cvs o tempo todo com ela e também fazendo brincadeiras, n passou muito tempo e conheço um menino (Meu atual namorado) e ele conheceu a Lorrane, q era a única amiga minha q ele n conhecia, e ficou amigo dela, eu n liguei muito, já conhecia ela mesmo, enfim, um dia em um Recreio da escola, a Kauany e a Anna Clara me chamaram pra cvs, e como eu n estava fazendo nd e nem tinha falado com a Lorrane eu fui falar com elas, elas me contaram um pequeno conflito entre um amigo delas e elas, dei uns conselhos pra ajuda e voltei minha atenção pra Lorrane, q estava escorada na Isabela, comecei a brincar com ela e ela fechou a cara, e a Isabela me disse q ela n tava com graça comigo, perguntei o pq e ela n me respondeu, o sinal bateu e fomos para as nossas salas, deu a hr d ir embora, e eu fui com o meu namorado e ela ficou para trás, (chamei ela pra ir comigo ela n quis) cheguei em casa normal, e ela tinha postado um status no Whatsapp (daqueles assim "manda uma ft sua e eu deixo falarem oq quiserem de vc") eventualmente ela posto uma ft dela mesma, e eu reagi assim "uma amiga linda e incrível, porém tá brava comigo e eu nem sei o Pq, ela me respondeu com um texto enorme, dizendo q eu havia trocado ela pelas meninas (Kauany e Anna Clara) eu claro, disse q n tinha trocado ela, expliquei q elas eram as únicas meninas q eu tinha para cvs na minha nova sala, ela n quis saber, e me disse q n gostava disso, Entt eu fiquei chateada, e n cvs mais com ela, uns 3 dias dps ela me manda msg, pedindo desculpas, e q iria fazer umas pizzas na casa dela e q o meu antigo grupo ia fazer tipo um "reencontro", aceitei e fiquei animada com a festinha, chegou o dia, e a Isabela, n sabia do meu ficante (atual namorado) e q ela tinha vontade de "pegar" (história para outra turma-feira, kk) resumindo ela já conhecia ele, deis de a infância, mostrei as cvs (tudo na casa da Lorrane) e ela me olhou com deboche e desdém, e disse "caralho, vc tá muiito iludida" ( eu tenho uma auto-estima muiito baixa, e sou super insegura das minhas relações amorosas, ela sabia disso) dei uma risada sem graça, fiquei magoada, com isso, Entt fui falar com a minha prima (Ana Luísa) q eu conheço deis de pequena, confio de olhos fechados nela, sempre sinto tudo pra ela e ela pra mim, comentei q eu n me senti confortável com aquilo, e eu n sabia q a minha prima tinha uma rixa com a Isabela, (Ana Luiza quem me apresentou ao meu namorado, e eles são melhores amigos, obs: Ana Luiza é lésbica) e dps de eu comenta com ela sobre isso curti o resto do dia com meus antigos amigos, de noite, recebo uma msg da Isabela, falando q estava decepcionada comigo e q n esperava algo assim de mim, eu sem entender o motivo de tudo aquilo, perguntei oq tinha acontecido, e ela me mando um print, d uma ameaça da minha prima pra ela, fiquei em choque, n achei q um comentário fosse gera tudo aquilo, pedi as desculpas mais sinceras, e fui cvs com a minha prima, falei q se ela relasse um dedo nos cabelos da Isabela, eu ia fala com a mãe dela, e ela me prometeu q i ia fazer nd contra a isabela, agradeci e fui me resolver com a Isabela, expliquei o pq d eu n ter reclamado com ela sobre o seu comentário, ela entendeu eu ter a auto-estima baixa e ser muito insegura, me desculpou, me redimi do meu erro, estava tudo bem, até q mais uma vez, minha outra amiga (Lorrane), ficou com ciúmes de mim (pelo mesmo motivo, Kauany e Anna Clara) e parou de falar comigo, meu namorado percebeu a falta q ela fazia pra mim, e sempre q a gente brigava eu quem pedia desculpas (obs: brigamos todo o mês de fevereiro, liteiralmete) Entt ele me incentivou a falar com ela, dps da escola, já q ela tinha me bloqueado no Whatsapp, como ele me havia aconselhado esperei ela na hr da saida, eu e meu namorado andando juntos atrás delas, (junto da Anna Clara, q é testemunha de tudo isso) ele chamou a Lorrane, falando q eu queria cvs com ela, a Isabela estava do lado dela, passou o braço por trás do pescoço dela e segurou seu ombro, ela (Lorrane) estava prestes a responder (se ela quer falar comigo, q venha até mim) porém Isabela me olhou com nojo e raiva, e disse "só q ela n quer falar com vc, agr pense no q feiz, sua ridícula" essas palavras me fizeram parar no meio do caminho, meu namorado me abraçou e me deu um beijo, logo em seguida minha amiga, Anna Clara me abraçou, n chorei nem fiz nd, apenas disse ok, n venha postar status falando q eu te abandonei se sempre q a gente brigava eu quem corria atrás, fiquei com ódio, apague os números delas e as fts q tinha com elas, contei o ocorrido pra Kauany, elas me apoiaram e disse q sempre q quisesse podia falar com elas, agradeci e ficamos mais amigas deis de então, sempre via fts das duas juntas, e me sentia com raiva, até q um dia o Felipe (melhor amigo da Lorrane) me mandou uma msg, perguntando o pq de eu n falar mais com a Lorrane, e eu expliquei a história e ele perguntou se eu queria fazer as pazes com ela, eu disse q sim, mais sem a Isabela por perto, ele feiz um grupo e colocou só eu e ela, a gente cvs, ela me pediu desculpas, e disse q perguntou pq a Isabela disse aquilo, q ela queria me ouvir, e disse q a Isabela tinha pedido desculpas pra ela e q elas ainda eram amigas, eu disse q voltaria sim a ser amiga dela, mais n da Isabela, por ela n ter vindo pedir desculpas para mim também, já q o motivo de a gente n fazer as pazes nas outras brigas foi ela, (descobri isso recentemente, q ela falava q eu tinha dito coisas horríveis dela, n era vdd óbvio) e disse pra ela se impor, n deixar as pessoas decidirem as coisas por ela, ela disse q ia mudar, e voltamos a ser amigas, porém, a Isabela n sabia disso, e no dia do aniversário dela, eu cheguei q dei um abração na Lorrane q tava do lado dela, dei um olhar de " eu sei oq vc fazia sua vaca" e deixei elas brigando no banco, e até hj n falo com ela, ela veio reclamar com o meu primo q estava chateada por eu n ter dado parabéns pra ela no aniversário dela...essa cobrinha tentou separar eu do meu namorado, kk enfim é isso pessoal, eu sou ou n babaca de deixar de cvs com ela?, essa história tem mais ou menos 5 ou 6 meses é bem recente é isso pessoal respondam aí 🙃
submitted by Dudah_Lemes16 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 11:51 R_nakahara [Sou a babaca?] Aquele em que passaram o bingoliroliro, o pano e a raiva.

Uma jeba esfregada na mão de alguém propositalmente e sem o consentimento. Um grupo de amigos que minimizam o caso e jogam a culpa disso em uma inocente. Uma amiga que sofre calada. Será que só existe um babaca nesta história?
Oi Luba, editores, Tuxo, gatas e turmênico que está a ler. Vou contar algo que traz angústia até hoje e espero que o turbilhão de emoções que senti não tenha afetado a minha memória e não afete minha narrativa agora.
Contexto: sempre me dei muito bem com a minha irmã, a ponto de frequentemente sair com ela, os amigos dela e até os do meu cunhado. Acabei integrando pro ‘grupo dos churrascos' minha colega da faculdade Monica e o namorado Chandler (sou muito amiga dos dois, sempre são o centro das atenções nas festas e rolês divertidos). Nesse grupo de amigos tem o Eddie, guardião das piadas sem graça, pentelho, “impróprio apenas porque está bêbado” porém nunca sóbrio. Em relação ao Chandler, Eddie sempre fez piadinhas questionando a masculinidade dele (~homoFÓbico~), mas apesar da insistência nessa ladainha sem graça, Chandler sempre levou na esportiva, até porque ele é muito bem resolvido e não tem porque considerar isso uma ofensa.
Esta história aconteceu no primeiro dia do carnaval do ano passado. Sem saco pra tumulto, passar sede, calor e essas coisas típicas de bloquinhos, fomos pro interior com o objetivo de passar o feriado na piscina, bebendo numa boa e curtindo músicas que gostamos. Depois de passarmos a tarde comendo em volta da piscina, Chandler foi parar no sofá para um cochilo e a Monica foi ficar com ele, com receio de que passasse mal e ninguém estivesse lá para o ajudar. Aparentemente a cerveja virou combustível para a maioria da casa, que de repente decidiu sair em busca de algum bloquinho no centro da cidade. Eu, que ainda estava com eles na piscina, recusei e disse que preferia ficar na casa, junto com Monica e Chandler que ainda estavam no sofá e mais um outro casal de amigos (Phoebe e Mike). Quando a galera estava entrando no carro, Eddie resolveu tentar mais uma vez convocar Mondler pro passeio, que se encontravam no sofá ainda sonolentos. Do nada, de graça, aleatoriamente, enquanto tentava puxa-los pra fora do sofá em uma tentativa de anima-los pro bloquinho, Eddie pegou a mão de Chandler e a esfregou no “Eddie Junior”. Depois dessa belíssima manobra de persuasão, desiste e segue para o carro onde todos os outros o esperavam. Chandler visivelmente emputecido, não reage, com uma tela azul do windows estampada na cara. Monica esbraveja para Eddie, que seguiu seu percurso até o carro. Foi neste momento que cheguei na sala e soube o que aconteceu. Monica briga com Chandler por não ter brigado com Eddie. Eles discutem. Em um canto da casa, Mike e Chandler conversam e chegam a conclusão que ele não soube como reagir porque eles estavam no “grupo de amigos da Monica”. No outro canto da casa, eu, Phoebe e Monica conversamos e percebemos que ela se sentiu culpada (assim como eu), porque eles nunca teriam se conhecido se não fosse por nós. Com os sentimentos esclarecidos, eles voltam a se entender mas decidem que não aguentariam ver o Eddie naquele momento e arrumam as malas. Eu, Mike e Phoebe tentamos convencer de ficar, pois além de ser tarde e as estradas ficarem mais perigosas, eles tinham bebido. Não tivemos êxito, então peguei o celular de Monica para compartilhar a localização em tempo real no whatsapp, assim eu poderia acompanhar. Lá estava uma mensagem grande do Eddie, pedindo desculpas, mas ela não tinha cabeça para isso então eu o bloqueei no celular dos dois. Avisei depois disso, assim eles poderiam conversar quando estivessem tranquilos. Foram embora e fiquei com o coração na mão, chorando de raiva. Parei de chorar a tempo de receber o resto da turma. Eu, Phoebe e Mike tinhamos combinado que Mike quem contaria as coisas e iniciaria o assunto, porém Phoebe não aguentou e disse sarcasticamente assim que viu Eddie: “Parabéns seu babaca, você é tão insuportável que Mondler preferiu voltar agora do que ver a sua cara!”. Com isso, Eddie se sente atacado injustamente e todos ficaram confusos, afinal, já estavam no carro quando tudo aconteceu. A discussão a partir dai foi longa: Eddie ataca verbalmente a Phoebe, Mike intervem, Eddie se faz de coitado porque “mandou mensagem de desculpas assim que saiu da casa e até ralou o joelho porque caiu quando estava andando e mandando a mensagem ao mesmo tempo”. Os outros do grupo entram na conversa que vai para um tom mais ameno mas com conteúdo que me deixou muito mais indignada. Tive que ouvir deles que “ah, é o Eddie, ele faz umas besteiras quando está bebado mesmo", “foi só uma brincadeira besta , coisa de caras fazendo babaquice no banheiro masculino, vocês mulheres não entendem", “todo mundo sabe que a Monica está em um momento tenso no trabalho, ela só está descontando essa raiva no Eddie". Depois dessa, fiquei tremendo. Cheguei a ter um momento em que minha raiva do Eddie ficou dormente, pois enquanto senti verdade no carinho que ele sentia por Mondler, escutava essas barbaridades dos outros. Fiquei quieta o tempo todo e deixei Mike me representar. Quando o Eddie pede para que eu diga alguma coisa, já que eu sou a melhor amiga de Mondler, pedi apenas para que ele respeitasse o tempo deles e que não insistisse em falar com eles pois eu o tinha bloqueado no whatsapp para que eles conseguissem se acalmar. Ele aceita meu pedido. Nem me lembro como que a discussão se tornou uma conversa tranquila e com assuntos banais. Eles voltam para a piscina e não demora muito para eu escutar alguém dizendo “calma amigo, não vai surtar que nem a Monica". Enquanto isso, Mondler chegam seguros em casa, ela com febre e ele exausto. Vou dormir, junto com o Mike e a Phoebe porque além de morrer sozinha, tenho que ser a vela. Trocamoa figurinhas sobre o dia absurdo que tivemos e compartilhamos nossa insatisfação com o grupo, que passou pano quando o próprio Eddie tentava reconhecer seu erro. No dia seguinte eu converso com a Monica e descubro que o Eddie entrou em contato com ela (como podem ver nos prints do link abaixo), o que mostra que ele não aguentou seguir meu conselho por muito tempo. Ele foi o único que mandou mensagem pra ela, além de mim e da Phoebe, o que a deixa muito magoada. Fiquei o dia inteiro de cama e depois inventei desculpa para ir embora mais cedo junto com Mike e Phoebe para finalmente ter um dia feliz no feriado, com cachorros, videogame, Monica e Chandler. Moral da história: Com exceção da Phoebe e Mike, Mondler nunca mais andou com as pessoas desse grupo e pelo que soube pela minha irmã o Eddie continua tratando as pessoas do mesmo jeito.
Agora pergunto pra você guerreiro que leu até aqui: quem foi o babaca? Fui babaca por não ter me posicionado?
O pedido de desculpas de edinho
submitted by R_nakahara to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 02:04 dudinha_gameplays Nice guy, novela mexicana, "depressão", possível manipulação e tudo o que há de ruim (longo)

Olá lubinha, galerinha do tutube, falecidos papelões, gatos lindos, edição e pessoas que estão vendo, vou contar uma história que aconteceu no começo desse ano.
Detalhe: sou molier okay akskskskskksksmsms.
Eu sempre fui muito timida, então esse ano eu quis fazer diferente. Eu vi um mlk sentado num canto da sala sozinho e eu pensei "hmmmmm MEU NOVO AMIGO", ai eu fui falar com ele e tals, a conversa tava normal como qualquer outra de dois seres humanos interagindo. Até que ele começou a contar sobre as decepções amorosas dele, dizendo que ele sempre se aproximava de alguma menina e ela ficava "estranha com ele" do nada (GUARDEM ISSO). De boa ate ai, passei meu número pra ele pra gente conversar. Aí quando eu chego em casa o cara tinha enchido meu celular de mensagem, todas falando mais ou menos: "Oi tudo bem??? ❤❤❤Como vc ta? Comeu bem????????? DORMIU BEM? CHEGOU BEM EM CASA??? ❤❤❤❤❤❤❤❤ TE AMO TA ❤❤❤❤❤" (Não foram exatamente essas palavras que ele usou mas foi quase isso) Aí de boa, achei estranho porem permaneci respondendo normalmente. Detalhe: só fazia um dia q a gente se conhecia e ele ja tava desse jeito. Outro detalhe: sempre que eu passava e ele tava com alguma menina ele não olhava e nem falava comigo. OUTRO DETALHE IMPORTANTE: teve uma vez que eu desabafei com ele sobre meu namorado, pq ele tinha feito merda, e ele me aconselhou (guardem).
No outro dia ele começou a dizer que gostava de mim (vamos chama-lo de Jonson, ou Carls como preferir) eu nessa época namorava e disse não, daí ele começou a fazer MUITO drama (queria ter os prints porem apaguei em prol da minha saúde mental), dizendo uns negoço tipo "esse vai ser outro ano triste pra mim" e disse q teve q deitar no chão de tanta "dor" (lembram q eu disse q ele só me conhecia a um dia?).
Um dia depois de ter falado que me amava e me pedido em namoro ele disse que gostava de outra menina, "ele ta tentando seguir em frente" foi oq eu pensei. No dia seguinte, ele falou que essa menina tava "estranha" com ele, e percebi q ela nem tava mais falando com ele, aparentemente jonson tinha sido rejeitado, um tempo depois a gente tava conversando e ele no MESMO dia por mensagem, quando a aula tinha acabado, voltou a dizer que gostava de mim. Detalhe: depois descobri q essa menina tinha realmente rejeitado ele.
Enfim, continuamos a conversar de boa no outro dia, e ele começou a apontar umas coisas em mim dizendo q meu braço era muito fino, ficava zoando que eu era magra, e dizia pra eu raspar os pelos do braço, com aquele tom de ofender mesmo sabe, eu até vi ele falando pra menina que tinha rejeitado ele: "ecaaaaa, depila esse suvaco", mas ele falava num tom de ofensa, eu até vi q ela tava meio sem graça. Parecia até que ele tava tentando abaixar a nossa auto estima.
O Jonson tinha uma cara meio de assustado sabe, os olhos bonitos porem muito fundos, e parecia que tava sempre em conflitos mentais. Aí num belo dia, ele pediu pra me acompanhar até em casa, e eu aceitei. Quando a gente tava saindo eu encontrei meu namorado, e a gente ficou conversando, nisso acabei perdendo o Jonson de vista, ai eu acabei indo com meu namorado. Quando eu cheguei em casa tinha umonte de áudio do jonson com uma voz bem cansada, e ele parecia estar forçando uma voz de choro, e ficou dizendo: "nossa duda eu te aconselhei e voce faz isso comigo, eu fiquei la te esperando e vc foi embora logo com o menino q eu mais odeio"(meu namorado no caso, jonson "odiava" ele por causa da merda q ele tinha feito) Detalhe: eu vi ele indo embora sem ter me esperado como disse no áudio, mas n comentei. Desde então ele ficou usando o motivo de ter me aconselhado, o tempo todo pra sempre q eu fizesse "merda".
Teve um dia que a gente tava na escola e a professora pediu pra fazer dupla, aí eu fiz com uma amiga minha e ele chegou dizendo "mano eu pensei que vc ia fazer dupla comigo, eu te aconselhei e vc nem pra fazer comigo, que ótima amiga vc é", eu nem respondi mas fiquei com raiva quando ele disse isso.
Teve outro dia que eu tava meio mal na sala e uma amiga minha tava me ajudando a melhorar, e naquele dia eu n falei com o jonson pq eu n tava bem, e quando eu cheguei em casa la estava ele "vc nem ta falando mais direito comigo e eu n sei pq, eu acho que a farls (minha amiga) falou alguma coisa de mim pra vc"
E no outro dia eu fiz dulpa com ele, tentei falar com ele, puxava assunto e o cara tava muito seco. Eu até lembro que na aula vaga ele tava falando com uma menina e eu cheguei pra conversar tbm e ele me ignorava completamente.
Quarentena chegou
A gente parou de conversar, ele não me chamava no zap, e eu também não. Então eu iludida achando q a quarentena ia acabar logo, resolvi fazer os trabalhos de escola e tinha um específico q envolvia ele. Eu o chamei e pedi para que escrevesse logo a parte dele. Quando eu fui ver oq o cara tinha falado, la estava ele novamente: "nossa duda vcs estão ai fazendo o trabalho e nem falaram pra mim (eu tinha falado na CATAPIMBA DA MENSAGEM) eu te dei um conselho, fiquei la quando vc tava mal. Vcs fizeram umonte de coisa do trabalho (eu tinha acabado de começar) e só vem me avisar agora, não da nem pra te considerar melhor amiga (Eu nunca disse q ele era meu melhor amigo, A GENTE NEM CONVERSAVA MAIS MANO O QUE QUE AQUELE MLK TINHA NA CABEÇA) pedi mais uma vez pra ele fazer mas ele continuou o drama e eu falei que tiraria ele do grupo ja que n iria fazer. E continuou o drama, ele ficou dizendo que iria fazer mas eu o tirei do grupo (mano ele tava reclamando que eu n tinha avisado antes, ele claramente n ia fazer). Aquele foi meu máximo, ele sempre arrumava uma razão pra começar uma puta novela dramática de romance mexicana, eu surtei e xinguei ele para uma caralhita, xinguei MUITO mesmo, e depois bloqueei. No outro dia fui falar com minha amiga (chamaremos de Margaret) sobre o trabalho e ela falou "mano eu ja tinha falado pro jonson fazer o trabalho mas ele disse q não iria mais".
Minha mãe tinha o número dele e ficou sabendo da nossa briga, ela disse "O jonson falou que vc tirou ele do grupo sem nem dizer pq, e depois bloqueou, pq vc fez isso?"
Resumindo: ele disse pra uma pessoa que não queria fazer o trabalho, disse pra mim que eu não tinha o avisado antes (sendo q quando montamos o grupo ele sabia oq fazer) e pra minha mãe ele falou que não sabia o porque de eu ter tirado ele.
Mas a história continua, dessa vez com a margaret que ainda tinha contato com ele dizendo "mano eu postei a foto de uma amiga minha nos status e o jonson pediu o número dela, aí eles ficaram conversando e no primeiro dia ele tava bem legal com ela e no dia seguinte tava fazendo muito drama dizendo q ela n falava mais com ele (sabe aqueles nice guy q vê q a pessoa ainda n respondeu e começa a dizer q ela ta ignorando e fica enchendo o saco? Então) e transformou a vida dela num inferno, ficou mandando umonte de mensagem fazendo drama, aí depois ele veio dizer pra mim q ela tava estranha com ele"
Detalhe q não contei: ele dizia que tinha depressão, mas ele nunca confirmou isso (nunca foi em psicólogo então não acredito muito, mas eu percebi q ele era muito dramático e carente)
Eu só quero que digam se eu fui babaca de ter xingado ele, ou se eu só exagerei, pq eu até hoje n sei se ele é assim de propósito ou pela "depressão" e tals. Espero que tenham gostado dessa história. Bye galerita lindita, lavem as mãos e cuidem dos animais, plantem árvores e não sejam um nice guy❤.
View Poll
submitted by dudinha_gameplays to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 00:54 SrGuel Não sei bem em qual categoria de história essa que vou contar se encaixa, mas vamos lá

Olá turma, chat, papelões, editores, Luba e quaisquer um que ache que não se encaixe em nenhum desses. Vou contar a história de como uma ex falou da minha atual e no final atual se mostrou ser quem minha ex tinha falado.
Primeiro preciso contextualizar a história, eu me envolvi com uma guria (a Calrs) e sempre que ela estava sozinha ia para a casa dela, assistíamos Netflix (realmente assistíamos), dançávamos e zuávamos, ela realmente era uma garota interessante para mim, mas acabamos nos afastando (por conta de que eu acabei virando um amante, eu sei fui muito babaca e mereci ter me ferrado) depois que volto a falar com ela, descubro que ela estava prestes a se casar, apesar de eu gostar dela estava super feliz por isso, estava dando dicas para ela e tal, mas é ai que a história começa a desandar.
Conheci uma pessoa (a Farls) muito top, muito gente boa e, que eu acreditava ser de boa índole, essa minha ex (Carls, que está em Portugal) me mandou uma mensagem um tanto babaca em relação a moça com quem eu estava, era uma mensagem com um teor racista e com xingamentos, na hora eu defende a pessoa com que eu estava, não iria deixar ela falar aquelas coisas, passados alguns dias a pessoa com quem eu estava conhece um dos meus amigos, acabo por falar com ela para se afastar dele, pois ele estava pedindo "dicas" para poder se aproximar de uma menina que ele gostava, mas estava na cara que ele estava dando em cima dela, ela me disse que iria se afastar; pouco tempo depois eu estava envolvido em um projeto, estava montando umas coisas de sócio e, para chegar em um resultado precisaria fazer umas coisas (nada de ilegal, mas que se os outros soubessem iriam desaprovar) o projeto fica pronto e estávamos todos feliz, durante a execução desse projeto eu terminei com ela, tinha que organizar minha vida antes de um relacionamento, eu estava passando por uns problemas de saúde com minha família e não poderia dividir atenção agora, então para não acabar ignorando Farls, terminei. Quando falta um dia para o projeto sair, num sábado, ela me manda uma mensagem dizendo "Sabe alguma novidade da sua vida?" eu sem entender perguntei qual era, ela não me disse nada, fiquei irritado, não gosto que alguém comente algo que vai acontecer na minha vida assim, mas na hora não fui atrás de me precaver, na segunda a bomba estourou, ela havia dito o que tinha acontecido para a mulher de um dos meus sócios, que simplesmente me tirou de tudo, me mantive tranquilo, mas ao chegar em casa eu vi uma foto dela com o garoto que eu disse para se afastar em uma das redes sociais dela, e pela forma que estavam eles já estavam juntos a mais tempo, só tínhamos terminados a uma semana.
Bem minha ex (Calrs) estava certa sobre quem essa guria era, deveria ter dado ouvidos? Atualmente Carls esta casada, mas me disse que está a ponto de terminar, estou dando conselhos a ela sobre como ela pode mudar o quadro do seu casamento, ainda gosto dela, mas quero vê-la feliz. Já Farls vive a postar fotos com o namorado dela, mas ainda se utiliza de toda a estrutura de marketing que eu montei para que ela se tornasse uma pessoa famosa, os 26k de seguidores dela agradecem a minha passada pelo insta dela, ela usa o método que eu desenvolvi para que ela ganhe dinheiro online, mas ferrou com um projeto meu apenas por bel prazer. Bom eu atualmente estou sozinho e tentando me reconstruir, ñ o coração os projetos mesmo. É issu, vlw flw. Menor que três.
submitted by SrGuel to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.02 17:43 marqlui Sou babaca por achar que meu namorado é um banana?

Olá, Luba, editores, inexistente possível convidado e turma q está a ler! <3
Eu namoro há quase 1 ano e meio um grt q conheci no 1º ano do ensino médio (estamos no terceiro). Vamos chamar ele de Carls. Enfim, ele se apaixonou por mim primeiro, mas eu demorei mtt para me apaixonar por ele pq ele sempre foi um cara sem um pingo de determinação e eu nunca admirei pessoas assim.. E quando eu digo isso, quero dizer q ele é mtt passivo com a própria vida, ele deixa o pai controlar todas as esferas da vida dele, praticamente: o pai dele controla o seu corte de cabelo, as suas roupas, a sua hr de dormir e, pior!, vive se intrometendo na faculdade q ele vai fazer.. e o Carls nunca soube dar um basta no pai pq teve criação muito abusiva (e a mãe n faz porra nenhuma, deixa o babaca do pai dele fazer o filho de gato e sapato!).
Desde antes de namorarmos, eu já me preocupava com esse problema dele e tentava incentivá-lo, pois queria q ele defendesse sua dignidade diante desse pai merda.. (Ele já é até diagnosticado com ansiedade e já chorou mtt conversando cmg por causa das atitudes desse nice pai).
O problema é que, há quase 3 anos eu falo os meus melhores conselhos, eu dou mil sugestões, eu até me atrevo a falar com os pais dele para defendê-lo.. mas o Carls n toma nenhuma atitude. O pai dele BATE NELE quando é contrariado, a mãe n defende ele com unhas e dentes como deveria e, como o pai é policial, meu namorado n tem coragem de denunciar o pai por esses maus tratos..
E, como eu disse, estamos no ano de vestibular, o ano de focar em conseguir uma vaga pra facul.. Ent eu quase n converso mais com ele pq tô estudando mas, nas poucas vzs q conversamos, é só disso q falamos. E eu até deixo de estudar às vzs pra gente conversar por horas sobre isso, mas n adianta: há anos q conversamos durante hrs, madrugamos sobre isso e temos sempre a msm conversa.. e ele nunca põe um freio no pai, ele subestima a própria situação, ele ri do "defeitinho do pai" (sim, ele trata o problema como uma bobeira) diz q "é difícil dizer não" e fala para q "eu n fique chateada se ele aparecer com o cabelo cortado, pq se ele se recusar a cortar o pai dele bate nele"..
Isso tá me fazendo perder a admiração por ele.. Tô começando a achar q ele é um banana com o pai: ele não reivindica os direitos de filho q deveria ter, deixa o pai fazer o que quer, sem limites e tá optando fazer facul de medicina (sendo q ele quer fazer física) para atender as expectativas desse nice pai. Eu juro q dou meu melhor, dou os melhores conselhos q consigo, passo noites pensando em como ajudar o meu amor.. mas, no final, eu acabo remoendo isso mais dq ele próprio. Ele age como se isso fosse brincadeira, enquanto eu fico dando conselhos q ele n ouve. Há mt tempo eu penso em terminar com ele pq n quero mais ser como uma muleta q n é o suficiente para ajudar ele a andar e pq preciso focar mais nos meus estudos q eu tanto deixo de lado para ajudá-lo.. Há meses, eu tento dar mil chances para ele mudar, já fiz td q estava ao meu alcance, já disse q isso tava prejudicando até o nosso namoro, mas ele n muda.. Ent acho q vou terminar. Eu amo muito ele, nossa história é a melhor coisa q me aconteceu, mas n tenho mais forças para continuar com uma pessoa omissa a si msm.. Digam- me, com sinceridade, eu sou babaca por isso?
submitted by marqlui to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.30 13:30 Boy-de-Calcynha Namorei um borderline, preciso de ajuda e conselhos p superar :’(

Gente, nunca usei o reddit então peço perdão se no meu post estiver alguma coisa errada. Mas venho aqui pedir ajuda, conselhos e pra quem já viveu um relacionamento com uma pessoa que tenha borderline possa me dar um pouco de paz e conforto...
A história é um pouco grande, tenho muita coisa guardada no meu peito, então peço, encarecidamente, para que leiam com calma e tenham paciência, por favor 🙏🏼
Acredito q ter textão aqui não seja problema, afinal, vejo que aqui é um lugar pra isso... (se estiver errado me avisem)
Recentemente meu relacionamento de 2 anos com outro rapaz terminou, não por vontade minha e sim porq ele havia perdido o “amor romântico” por mim... Conheci ele no tinder, em 2018, demos match e começamos a conversar, nessa época eu já tinha superado um outro relacionamento abusivo que vivi anos antes de conhecer o meu ex-atual.
(Sou homossexual, tenho 25 anos, tive ao longo da minha vida apenas 2 namorados... o primeiro relacionamento durou 4 anos, sendo desses 4 anos 2 anos de abuso. O segundo durou 2 anos e acho que teve abuso desde o começo, mas no começo com menos intensidade por conta da paixão que um sentia pelo outro, ao todo me relacionei sexualmente com 3 pessoas e o terceiro foi apenas um ficante antes de qualquer relacionamento sério que tive...)
Bom, eu frequentei até psicóloga e fui em terapia pra poder ressignificar os abusos que sofri no meu primeiro relacionamento e me sentir bem comigo mesmo... tendo esse primeiro relacionamento superado conheci esse meu segundo ex-namorado.
E ele mentiu tudo pra mim sobre ele, mentiu a idade, a profissão, o trabalho, onde morava, com quem morava, mentiu absolutamente tudo... inclusive chegou a me enviar fotos vestido como se tivesse “trabalhando” pra sustentar a mentira dele... mas como todos já sabem, uma hora a verdade chega e em alguns casos bem mais rápido do que o normal, pois é impossível sustentar uma mentira por muito tempo...
Papo vai papo vem, ele marcou de me buscar em casa de carro, carro esse q ele dizia q era do padrasto dele, como de alguma forma eu tinha uma certa insegurança fiquei arrumado da metade pra baixo e se realmente ele viesse eu so colocava uma camisa e saíamos... acontece q ele a todo momento dizia que estava vindo, que estava chegando mas chegou um hora que começou a demorar um pouco mais além da conta...
Questionei e ele disse que estava chegando, ok, desencanei e fiquei esperando... quando ele disse que estava perto da minha casa ele me enviou uma msng dizendo que iria passar na loja do pai do padrasto dele q é um pouco perto da minha casa, depois viria me buscar... acontece que ele SU MI U. Eu fiquei super triste e preocupado porq eu acreditava que tinha levado um bolo e preocupado porq nao sabia se realmente tinha acontecido algo (inclusive quando a gente ainda estava se conhecendo ele chegou a me dar outros bolos, porq ele dizia que trabalhava mas na verdade ele nunca tinha dinheiro p nada e eu tbm tinha pouco e msm assim ñ me importava q ele ñ tivesse, eu queria a companhia dele)
Ele apareceu 6h da manha do dia seguinte, respondendo as minhas mensagens dizendo que tinha vindo p minha cidade e passado na loja do pai do padrasto dele mas que na hora da saída ele foi assaltado, roubaram notebook, celular e 200 reais dele e ele passou a manhã inteira na delegacia, mas assim gente, eu depois de uns 2 dias “fuçando” descobri que tbm foi tudo invenção dele. Cheguei a pedir foto da CNH q ele nunca teve p confirmar a idade dele, cheguei a pedir o boletim de ocorrência q ele dizia que tinha feito mas nunca aconteceu e n coisas do tipo... ele nao conseguia me provar de nenhum jeito nada das invenções que ele tinha.
Bom, gente, resumidamente eu descobri outras mentiras além dessa e como eu gostava dele, marquei de me encontrar e vomitei tudo oq eu sabia pra ele, foi quando ele começou a chorar e eu vi arrependimento nele e dei uma chance, questionei se ele teria alguma coisa psicológica como mitomania (compulsão por mentira) e ele disse que tinha sido diagnosticado com borderline, depressão e se não me engano bipolaridade mas que estava “melhor” e eu nunca tive contato com pessoas que tenham esses distúrbios ou condições (desculpa se me expressei errado aqui) e como vi q ele sentia muito oq fazia dei uma chance p ele mas cobrei tratamento psicológico pra que eu continuasse... Inclusive nao briguei com ele, disse que estava ali naquele momento p eu entender ele e não pra ele se fechar e se afastar de mim...
Sabe, gente, quando eu conheci ele a família dele tinha literalmente abandonado ele, o padrasto que ama muito ele já tinha expulsado ele de casa e ele voltou p casa da mãe em outra cidade que é junto da casa da vó por conta das mentiras e das merdas que ele fazia e as duas que sei que amam ele nunca deram abertura pra ele em nada e sempre ficaram com o pé atras em tudo, os amigos tbm eram da onça e uma vez perguntei para os amigos dele sobre as mentiras e as atitudes dele e eles me flaram coisas super tristes e que principalmente já eram indiferentes com meu ex porq teriam tentado de tuuudo mas ele nunca mudava... a família dele ñ ajuda ele com quase nada e eu fui um puta pilar, apoio e companheiro com ele...
Ele já tentou suicídio 2x ou 3x, antes de me conhecer, se cortando e sangrando muito, tomando muitos remédios e tendo overdose (inclusive ele me contou esse episódio e chorei muito porq ele msm teve que ligar pra ambulância pra ser socorrido porq a família dele ja nao acreditava mais nele)
Apesar de um certo ciumes, que eu achava natural até certo ponto, o começo do nosso relacionamento foi super bom, ele era super afetuoso, super carinhoso, gostava de me agradar de n maneiras possíveis, porém com o passar do tempo fui notando comportamento abusivos e manipulação, ele tirava o celular da minha mão de qualquer jeito se a tela do meu celular simplesmente acendesse... ele ñ gostava que eu fosse pro barzinho do lado da minha faculdade tomar uma cervejinha com as minhas amigas e ir embora (coisa que eu já fazia a tanto tempo com elas) tinha ciúmes das minhas amizades, se qualquer amigo homem mandasse msng pra mim ele endoidava, ele entrou tanto na minha mente q fez eu parar de flar com os meus amigos, fez eu brigar com essas duas amigas minhas q sempre gostavam muito de mim, ele sabia que eu fazia faculdade e mandava msng o tempo inteiro perguntando oq eu estava fazendo e porq nao estava falando com ele, inclusive ele sabia meu horário de intervalo e mandava msng pra mim cobrando atenção e me questionando oq estaria fazendo já que nao estava fazendo nada porq era intervalo, eu sempre gostei de cuidar muito do meu corpo e amo fazer academia, ia todos os dias de manhã e ele sempre me mandava msng perguntando oq eu estava fazendo q era pra eu me ligar q ele tava de olho em mim e insinuando q eu poderia querer ficar com outros cara, ele queria que eu ficasse o tempo inteiro com ele e inclusive parei a academia, meu desempenho na faculdade tbm caiu e n coisas do tipo...
Sempre que a gente brigava ou discutia (o que era meio rotineiro) ele me dizia que sentia vontade de se cortar e muita vontade de se machucar mas eu não deixava ele fazer isso, sempre acalmava ele, depois de eu me envolver tanto com ele, ouvia ele dizer pra mim que eu nunca iria encontrar alguém q fizesse tudo oq ele fazia por mim, ele invertia muito os valores das coisas e sempre de alguma forma, por mais que eu estivesse certo, ele me fazia me sentir ruim e culpado pelas coisas.
O humor dele oscilava muito, ele sempre me dizia que estava angustiado, ou triste e com uma sensação de vazio muito grande... eu tentava ajudar de todos os jeitos que eu podia, incentivei ele a procurar um emprego porq ele só dormia... levantava ele quando ele se sentia triste, fazia literalmente de tudo pra ver ele bem... inclusive trouxe ele p perto dos meus amigos pra ele enxergar uma outra coisa do que eram as amizades dele, meus amigos no começo abraçaram ele e tiveram peito aberto com ele, mas ele acabou mentindo diversas vezes p meus amigos e brigado com eles por n coisas q ele inventava na cabeça dele... sempre ele surgia com um probleminha com os outros, desavenças...
No começo, quando estávamos ficando serio e eu acreditava nas coisas q ele dizia pra mim, a gente marcava de sair e ir pra casa dele pra ficarmos juntos e sempre que a gente se encontrava ele dizia que tinha perdido o dinheiro de alguma forma... depois quando era pra gente ir pra casa dele, ele inventava que sempre estava muito mal e como ñ tinha plano de saude íamos parar no UPA e eu ficava com ele, entravamos as 21h e saiamos sempre de madrugada, gente sempre tinha alguma coisa e pra gente ñ ir pra casa dele e se eu não pagasse um motel pra gente ficar, ficariamos na rua...
Gente, minha cabeça da uma bagunça, eu tento lembrar das ordens cronológicas das coisas mas foram muuuitas coisas, eu começo falando sobre algo ai acabo flando de outro e depois lembro de algo antes...
Mas assim, eu sentia que tinha conhecido o amor da minha vida e ele fez eu acreditar no pra sempre... só que quando chegou a quarentena nós tivemos q ficar um pouco separados e ele me culpou muito sobre isso, ele mora a uns 3 cidades de mim e pra eu chegar na casa dele preciso pegar 4 condução (apesar de ser 4 condução nao é longe... é mais porq eu moro numa ilha, guarujá, Baixada Santista)
E ele dizia que eu tinha que ir pra casa dele de qualquer jeito e que se eu me recusasse ate o final da quarentena nós nao estaríamos mais juntos
Eu acabei descobrindo numa madrugada q ele nao estava na casa dele e sim em outro endereço, ate hj eu nao sei a verdade, nao sei oq ele estava fazendo ali e minha intuição diz q ele me traiu... ele dizia que nao, que estava em casa o tempo inteiro e me mandou uma foto p me mostrar que estava em casa, na foto ele tava com camisa de sair, colarzinho de prata, tinha desenhado a barba, enfim.... eu terminei e ele me bloqueou fiquei “bem” por uns dias mas depois comecei a chorar muito por saudade
Ele ficou sabendo de umas coisas q postei no meu instagram e me desbloqueou, começou a me dar sermão e o tempo inteiro ele flava sobre a imagem q ele poderia passar... ai ele pediu pra gente esquecer tudo oq aconteceu e recomeçar, mas ele já tava muito confuso com tudo, eu consegui apagar tudo oq ele me fez de mal e ele fez muita coisa mas ele nao conseguiu fazer a parte dele, ele me culpa por tudo e o pior é q eu me sinto culpado
Gente, vou parar porq aqui porq ja falei demais e ao mesmo tempo eu sinto q ñ consegui falar nada... eu voltei pra psicologa mas to muito angustiado, hj tenho uma autoimagem péssima sobre mim
Meu ex não reconhece que tem borderline, ele me deixo meio maluco tbm, ele nao busca tratamento e nem quer... nao tenho dormido direito, nem comido e nem nada
Eu queria poder entender e sentir que nao sou o culpado de tudo... eu espero que vcs entendam um pouco do que eu pude contar... ps sobre tudo isso q eu pude contar, ele nao se sente arrependido de nada, é como se ele nao tivesse empatia...
Por favor, algum conselho? 🥺
submitted by Boy-de-Calcynha to desabafos [link] [comments]


2020.05.30 07:16 rayydraws O ex maconheiro cracudo mafioso que me traiu e terminou comigo, Nice guy ou apenas uma historia comum?

Olá Luba, gatas, editores, turma que esta a ver e seres vivos desse planeta Não sei se é historia de Nice Guy porém tem umas semelhanças
Eu tinha conhecido o cara no messenger faz algum trmpo, quase um mes, ele me pediu em namoro pros meus pais e tals, ele era 1 ano mais velho que eu (tenho 16 vou fazer 17 em outubro), nos conhecemos, foi melhor do que eu imaginava, saimos 3 vezes, duas numa semana e uma na outra, ent no final de semana ele começou a ficar estranho cmg, era dia das mães e ele não tinha superado a morte da mãe dele que aconteceu a 10 anos atras, ent ele avisou que não estaris bem, no dia seguinte do dia das mães ele continuou estranho, e eu aceitei ne, a mae dele que morreu poxa, dai ele tava meio estressado, e saiu do nada, então eu comecei a conversar com a irma dele, ligamos os pontos e imaginamos que ele iria fazer bosta, você deve estar imaginando "hummm galha, mais conhecido como chapeu de Jean", mas não, a irma dele disse que ele saiu com um revólver, e uns dias atras ele falou que tinha uns caras querendo a cabeça dele, diz ele que ele é integrante do 1133 (PCC facção do Paraná) e ele morava num lugar que tinha muito disso, ent eu n tinha muitas duvidas de que fosse vdd, dps que ele chegou em casa, chapado de cannabis me mandou mensagem como um tipico usuario beeeeem de booouua, e ele fez backup das mesnagens que trocamos (eu e a irma dele), ele disse que eu tinha sido traidora, que ele não confiava em mim, e terminou cmg por contar coisas pra irma dele, a unica que cuidava dele, ja que havia uma treta entre ele e o cunhado dele, depois do termino ele falou que não me merecia, eu perguntei pq, e ele disse que me traiu, eu desculpei ja que ele assumiu a bosta que fez, no dia seguinte eu quase não comi, passei um pouco mal, tava tonta com pressao baixa e ânsia qnd via comida, e eu conversava com ele ainda, sem ressentimentos, eu flei pra ele q eu tava mal e ele pagou de preocupado. Uns 2 ou 3 dias depois do termino ele postou "casado com 'fulana'" no Facebook, ent eu so aceitei que ru nunca teria ele de volta pra mim. Ele não foi meu primeiro namorado mas foi a primeira pessoa que eu realmente amei, pq eu sofri dms qnd ele terminou cmg, e estou com dificuldades pra me relacionar novamente, eu queria conselhos ja que não consigo me apaixonar faz quase 1 mes com saudade dele. Bjs Luba >29
submitted by rayydraws to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.27 04:48 Sapataoquechora O DIA QUE EU FUI TRAÍDA

Olá Luba,editores,gatas e turma que está a ver.(se tiver convidado,oi pra vc tbm.) Bom,isso aconteceu em 2018,com meu primeiro namorado.(o único até hoje tbm kkk,pois me descobri lésbica nesse mesmo ano). Bom,a gente ja ficava há uns 5 meses,mas nunca tínhamos rotulado o que a gente tinha(como um namoro ou algo sério)então não cobrávamos muito um do outro. Esse meu ex andava sempre com um bonde de meninos “famosinhos” na cidade,e uma amiga muito próxima de mim começou a ficar com um desse meninos,então sempre saia ela com o menino e o resto do bonde(por ser escondido da minha mãe,eu não saía sempre com ele). Um mês depois,ele me pediu em namoro,numa quarta feira.Eu aceitei,óbvio,e me senti a pessoa mais feliz do mundo. Nesse mesmo dia a minha amiga me mandou mensagem dizendo que ela iria sair com o boy e o bonde dele,e meu ex,atual na época,iria também.Eu disse pra ela “”ficar de olho”” nele pra mim e fiquei despreocupada,pois confiava nele.(meu maior erro) Ela saiu e nao me falou nada naquele dia,conversei com ele novamente a noite,depois do rolê,e ele me mandou um texto enorme dizendo como me amava e que eu era tudo pra ele.(1º sinal kkkk) No outro dia,no colégio,minha amiga me perguntou se a gente tinha oficializado a relação,porque ele tinha ficado com a ~insira o nome da menina~e disse pra ela que era solteiro. Meu chão caiu.Fui perguntar e ele negou.Terminei com ele,tivemos algumas recaídas mas nunca voltamos de fato. Depois de 1 ano,descobri que na primeira vez que a gente ficou,ele namorava,ou seja,traiu a ex dele comigo.E logo depois,me traiu com ela e com a outra menina,citada acima. Hoje ele namora uma das minhas melhores amigas,se tornou tão próxima depois que começou a namorar ele,e ela sempre desabafa comigo sobre ele ser babaca e escroto. Por eu ter me assumido lésbica,pra todo mundo,ela sabe que eu jamais voltaria com ele.Tento ao máximo dar conselhos sem difamar ele pra ela,pq eu sei que ela o ama,mas ela ta ciente de quem ele é. Ps:A atual dele,muito amiga minha,dá em cima de mim direto,e ela é gata demais,penso em não ficar com ela pra nao pagar na mesma moeda,mas também penso em pegar pra justamente fazer ele sofrer como eu sofri.Aguardo depois da quarentena,pra saber se ficarei ou não com a minha amiga/atual do meu ex. Beijos lubixco,<3
submitted by Sapataoquechora to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.14 20:12 OverweightGuy [Desabafo] Ontem arrombaram meu apartamento e em 30 minutos roubaram 10k em bens meus e do meu parceiro.

Ontem enquanto eu tava no trabalho e meu namorado foi no mercado arrombaram porta do meu apartamento e levaram ps4, notebook, celular, tablet, psvita, um fone sem fio e uma bolsa que colocaram tudo pra levar embora, cerca de 10k meu sumiram, desapareceram.
Eu sou farmacêutico, sempre trabalhei de segunda a segunda pra ganhar o piso da classe, que dá cerca de 2,5k limpo por mês. Trabalho em hospital e meu trabalho é feito principalmente na farmácia-clinica de pacientes com câncer e com doenças autoimunes, então vocês podem imaginar como tenho andado estressado desde o início da pandemia. Inclusive fiquei afastado por 7 dias com sintomas de covid.
Tudo que eu tive e roubaram eram bens acumulados no decorrer de anos de dedicação, desde 2012, quando consegui meu primeiro emprego.
Meu namorado é designer, e o notebook que roubaram era dele. Não só o notebook, mas o celular tb. O ladrão mudou a senha de Google, Facebook, Instagram...então ele não está conseguindo recuperar nada na nuvem: nenhum trabalho em andamento, projeto concluído, trabalho feito pronto para entregar.
Sabe, a gente não vai passar necessidade fisiológica por causa desse furto... Mas a sensação de impotência e de que nunca vou conseguir recuperar meus bens e principalmente recuperar minha segurança é péssima.
O cara que furtou estava no hall de entrada e deu boa tarde para meu namorado quando ele saiu de casa. Ele furtou outros 5 apartamentos no bairro do lado.
Só um desabafo mesmo. Se cuidem, prezados e prezadas. Usem álcool gel e máscara, se puder não saiam de casa: aparentemente não da nem pra ir no mercado.
Ps: se mais alguém me falar que pelo menos eu tenho saúde eu surto, pq até ontem de manhã eu tinha saúde e um PS4.
Edit: agradeço os conselhos de todos, bem como toda força mandada. Acho que sim eu poderia ter tomado algumas medidas que poderiam ter impedido os danos. Enfim, não o fiz e aconteceu. Agora seguir em frente. Não sou coach kkkkkkk mas vou mudar mindset
submitted by OverweightGuy to brasil [link] [comments]


2020.04.29 00:32 Misao_Daran Fui pegar o material da escola e ignorei meu namorado

Oi gente esse é meu primeiro post e etc, eu vou explicar melhor o título. Hoje fui buscar os materiais fornecidos pelo governo para o auxílio das aulas online nisso marquei de ver meu namorado pq ele estuda na mesma escola que eu, porém eu fui com minha tia e para ela eu namorava virtualmente e quando ele chegou na minha frente eu entrei em choque e me senti muito nervosa nisso falei oi e sai andando com pressa. Nisso ele ficou mto chateado e eu fiquei chateada comigo mesma e odio, ja pedí desculpas a ele e tudo mais sei q desculpas não mudam ações e não sei mais o que fazer, tenho muito medo de perder ele pois eu o amo muito é a primeira pessoa que eu amo com tanta intensidade não sei o que fazer para as coisas ficarem bem. Só para constar estamos juntos há 1 mês e até então nunca tínhamos brigado ou nada do tipo nossa conversa sempre fluiu muito bem e todo dia nos falamos por ligação só que sinto q a partir de hoje tudo será meio diferente ele é daquelas pessoas um pouco rancorosas e vai falar nisso eternamente até eu dar uma mancada pior. Sinto-me tosca pelas ações q tive hoje e queria muito mesmo poder voltar ao tempo para corrigir isso, pq eu estava e continuo com muita saudade dele queria poder ter beijado e abraçado ele mesmo q fosse por 2 minutos, queria muito conselhos e ajuda pq me sinto mto perdida.
Obrigado por ler e desculpe tomar sua atenção.:')
submitted by Misao_Daran to desabafos [link] [comments]


2020.03.01 13:14 l_a_u_r_a_0_5 O meu término

Olá, estou com algumas dúvidas sobre o que fazer em relação á minha vida no geral. Sou portuguesa de Portugal por isso desculpem se for difícil ler.
Gosto de um rapaz há dois anos, mas ele nunca gostou de mim. Mas continuavamos a sair e falar juntos. Até há 9 meses quando ele me pediu em namoro, claro que aceitei e sem dúvida foram os melhores 9 meses da minha vida. Nesta última semana, senti que ele estava distante, então pedi conselhos a uma amiga que me disse que talvez ele estivesse a perder o sentimento. Então eu perguntei ao meu namorado (vamos chamar de "R") se era verdade. E ele respondeu que sim... Que achava melhor acabar, pois já não gostava de mim como no início. Isto já foi na quinta feira e eu ainda não superei. Mas agora vem o pior! Na sexta feira estivemos juntos, porque eu fiz questão que ele acabasse comigo pessoalmente (acabar por mensagem não é muito normal, eu acho). Bem, ele explicou que continuava a gostar de mim, que eu tinha sido a única pessoa que el tinha amado, e que ia continuar a amar-me só que necessitava de um tempo para pensar e para chegar a conclusão se os sentimentos iniciais podiam voltar. Antes de ir embora ele abraçou-me, já que e estava em lágrimas e disse: prometo que vamos voltar, dá me só tempo. Uma amiga minha diz que eu devia sair com ela, em festas, para arranjar outro e assim o esquecer. Outra diz que se eu o amo mesmo devia ficar á sua espera, tal como ele disse. Ainda outra diz que eu devia esperar por ele mas enquanto me envolvia com outro, sem compromisso. Eu quero esperar por ele... Ele foi o meu primeiro amor e eu ainda o amo com tudo que há em mim. Mas o problema é que não posso ficar com esperança. Quanto mais tempo demorar a nossa relação (mesmo sendo dano um tempo)mais vai doer depois... Me ajudem... O que faço ?
Edit: voltei com ele, ele ontem veio ter comigo e enfim, rolou... Agora somos namoramos novamente, obrigada por todos os conselhos
submitted by l_a_u_r_a_0_5 to desabafos [link] [comments]


2020.02.17 14:41 DizzyWritter Minha vida perdeu totalmente o rumo depois do término do meu relacionamento, e eu não tenho ninguém para conversar sobre

Bom, eu vou tentar resumir o máximo pois eu acho que ninguém aqui tem tempo pra ficar lendo uma história muito grande, mas vou tentar dar o máximo de detalhes possíveis.
Antes de namorarmos, já éramos melhores amigos por 6 anos, sempre nutri sentimentos por ela, mas nunca demonstrei afinal por todo esse tempo ela estava namorando, até que um dia ela terminou, passou um tempo solteira e foi quando eu tive a oportunidade de demonstrar o tanto que eu gostava dela, o máximo que eu podia, mas nunca passando da linha da amizade pois a respeitava muito, até que os dias foram passando, nosso sentimento foi crescendo e num belo dia estávamos namorando. Foi quando ela finalmente conseguiu se abrir e me contar sobre tudo que tinha traumatizado ela no relacionamento anterior, sobre quanto o ex namorado tinha sido abusivo, manipulador, babaca, entre outras coisas, e eu, como melhor amigo e agora namorado, sentei e ouvi, eu ouvi tudo sobre os traumas e inseguranças que ela tinha adquirido com aquele relacionamento, me tornei praticamente um psicólogo, ouvi coisas que até sinceramente eu não queria ter ouvido, mas para ajudar ela eu faria e fiz de tudo, e não me arrependo, eu ouvi, aconselhei, apoiei e coloquei ela pra cima, enquanto eu mostrava, dava todo o respeito e espaço e demonstrava que ela podia confiar em mim, que eu nunca ia fazer o que o cara fez, e acho que consegui fazer ela se sentir mais confiante, e não pensar mais nisso, deixar o passado pra trás e focar no futuro, e acho que depois disso ela ficou muito melhor.
Namoramos por 1 ano e eu posso dizer com certeza que foi um dos melhores anos da minha vida, nós vivíamos grudados, fazíamos tudo juntos, nos apoiávamos em todas as decisões, quando ela estava triste eu colocava pra cima, e vice versa, eu achava que tinha ganho na loteria e agora sim teria encontrado a companheira da minha vida, afinal, já éramos melhores amigos antes de namorar, eu não via nada que poderia dar errado. Depois de 1 ano de namoro e muito apoio moral e motivação por minha parte, ela conseguiu passar numa prova muito importante, e decidiu se mudar com os pais para outro estado, em busca de melhores oportunidades para o que ela queria fazer da vida, como nos amávamos bastante e não queríamos desistir, decidimos continuar com o namoro, dessa vez à distância, e a partir daí eu já comecei a me planejar, comecei a dividir minha jornada de estudos entre a faculdade que eu já estava na metade, e também comecei a estudar para concursos públicos, almejando uma vaga no estado para onde ela iria se mudar, já que na minha cabeça uma vaga garantida e a estabilidade de um servidor público me dariam a oportunidade de me mudar de vez pra perto dela, sair do meu ambiente familiar que é bem tóxico (isso talvez fique para outro desabafo), e a oportunidade de começarmos uma vida juntos, além disso, eu comecei a mandar currículos para um monte de vagas, na oportunidade de conseguir pelo menos um estágio, para ter um pouco de dinheiro e juntar para poder visitá-la.
Os primeiros 6 meses à distância não foram muito difíceis, apesar de ter as dificuldades da distância, conseguíamos ver coisas juntos, comentávamos pelo whatsapp, fazíamos chamadas pelo skype, até jogávamos alguns joguinhos multiplayer juntos para nos sentirmos mais juntos. O problema começou depois desses 6 meses, as brigas, que antes eram normais, coisas de casal, foram ficando mais frequentes, ela dizia que eu "não estava dando tudo de mim para ficarmos juntos", que eu estava "acomodado" e não estava "buscando de verdade emprego", que eu "nunca ia conseguir uma vaga do jeito que eu estava procurando", nós discutíamos, estressávamos um com o outro, mas eu sempre perdoava pois entendia que era problema da distância e juntos íamos conseguir superar, enquanto isso eu focava mais e mais nos concursos e continuava entregando currículos.
Mas as brigas continuavam, e foram ficando mais e mais frequentes, eu sentia ela mais distante, menos amorosa, tentava conversar mas ela sempre dizia que não era nada, algumas coisas de casal que a gente fazia e achávamos "fofinhas" não estávamos fazendo mais, paramos de fazer planos, praticamente tudo estagnou, ela estava muito distante, eu tentava animar, escrevia alguns textos pra tentar animar, mas acabávamos brigando pois ela dizia que eu só falava e não via nada mudar, apesar de eu estar tentando mais que tudo fazer as coisas darem certo. Até que um dia, no finalzinho do ano, sem termos brigado, sem estarmos estressados um com o outro, sem nada, ela me manda mensagem dizendo que quer conversar e termina comigo, sem mais nem menos, dizendo que "estava cansada da distancia", que "me falava as coisas e eu nunca mudava" se referindo à minha forma de tentar arrumar emprego, que eu "nunca ia achar uma vaga dessa forma" e que "estava cansada de namorar um celular". Eu tentei argumentar para que talvez continuássemos juntos mas ela estava decidida e disse que isso seria "empurrar com a barriga o relacionamento", mesmo contrariado e triste, eu aceitei o término e pedi pra ficar um tempo sem nenhum contato com ela, já que eu ainda tinha sentimentos e teria que ter um tempo pra ficar sozinho e ver o que eu ia fazer, ela aceitou, mas acabou que semanas depois ela sempre me mandava mensagem pedindo algum tipo de ajuda, e eu, besta que sou, ficava achando rude não responder ou negar, e sempre ajudava.
Então, se passou um mês do término, eu ainda estava na merda, e por um golpe de sorte, um pouco de intuição e ajuda de alguns amigos em comum, eu descobri que ela já estava com outra pessoa, e dizendo que "era uma situação atípica", que ela estava com raiva e não queria mais saber de ninguém depois do nosso término, mas que "o universo agiu para eles ficarem juntos", que eles estavam "só se conhecendo, indo devagar", e que "ele entendeu ela, e deu mais confiança no pouco tempo que se conheceram do que eu dei em todos os anos de amizade e namoro".
E agora eu estou aqui, depois de saber disso, quebrado, vazio, machucado, sem rumo nenhum na vida, pois tudo que eu mais queria era ficar junto dela, e agora não tenho mais nada, estou flutuando entre dias que estou "bem" e até consigo me concentrar em uma coisa ou outra, e dias que eu não consigo fazer nada a não ser ficar deitado o dia todo vendo vídeos aleatórios, até dar a hora de fazer alguma obrigação em casa, e até chegar a hora de dormir, onde eu me abraço no travesseiro, choro e depois durmo, eu não sei mais o que fazer da minha vida, e o que piora é que eu estou num momento que não tem nada pra fazer, eu acabei de acabar um curso que estava fazendo nas férias, tentei entrar em outros mas não gostei de nenhum, minha faculdade só volta no começo do mês que vem, e eu estou totalmente perdido, eu sinceramente não vejo mais nenhuma beleza na vida, estou quase abraçando a ideia de que relacionamentos não foram feitos pra mim, eu já sou chato pra gostar das pessoas, algumas já passaram na minha vida, mas amar mesmo (100%, como eu penso que é amar), eu só amei duas pessoas, e essas duas conseguiram me deixar de coração partido de uma forma ou outra, eu estou muito tentado a me fechar pra sempre para relacionamentos, eu não sei mais o que fazer, nem sei como tirei forças pra escrever tudo isso, eu não tenho ninguém para conversar sobre isso pois todos os amigos que eu tentei falar sempre me falavam coisas como que eu devia "sair para a balada e pegar todas" ou comer uma p***, mas eu não sou assim, nunca fui e não pretendo ser, então eu descobri esse subreddit e decidi escrever aqui pra tentar deixar meu coração mais leve, e talvez algum de vocês ler e conseguir me dar um conselho, uma luz, qualquer coisa, desculpem pelo texto gigante, eu espero que vocês leiam e me ajudem, muito obrigado por terem aberto essa oportunidade das pessoas desabafarem, desde já obrigado demais a vocês.
submitted by DizzyWritter to desabafos [link] [comments]


PRIMEIRA VEZ COM MEU NAMORADO ME APAIXONEI PELO MELHOR AMIGO DO MEU NAMORADO - conselhos amorosos MEU PRIMEIRO NAMORO NOSSA PRIMEIRA VEZ - TATA E COCIELO - YouTube Lais Oliveira - Nosso fim. (Citação) PRIMEIRO RESPONDENDO PERGUNTAS COM MINHA NAMORADA!! Meu primeiro namorado

Conselhos Amorosos Tire a sua dúvida amorosa!

  1. PRIMEIRA VEZ COM MEU NAMORADO
  2. ME APAIXONEI PELO MELHOR AMIGO DO MEU NAMORADO - conselhos amorosos
  3. MEU PRIMEIRO NAMORO
  4. NOSSA PRIMEIRA VEZ - TATA E COCIELO - YouTube
  5. Lais Oliveira - Nosso fim. (Citação)
  6. PRIMEIRO RESPONDENDO PERGUNTAS COM MINHA NAMORADA!!
  7. Meu primeiro namorado

Galera, fizemos a tag clássica do youtube 'minha primeira vez', ficou muito engraçado!! Corre pra ver e não esquece o like Jontex: https://m.youtube.com/watc... Primeiro Namorado(a) das Atrizes e Atores das Novelas do SBT - Duration: 5:05. Canal Legal 251,224 views. 5:05. 10 TRUQUES PARA SER UM ALUNO NOTA 10 Jana Taffarel - Duration: 6:38. LINK 1: http://bit.ly/womaxgmontanari LINK 2: http://bit.ly/womaxcomdesconto CODIGO UBER: gimontanari AQUI ESTÃO ALGUMA DAS MINHAS REDES SOCIAIS: 🦋• Instagra... 50+ videos Play all Mix - PRIMEIRO RESPONDENDO PERGUNTAS COM MINHA NAMORADA!! YouTube; FUI GRAVAR UM VÍDEO E DESCOBRI TRAIÇÃO ! ... PEGUEI MEU NAMORADO NO FLAGRA COM OUTRA - Duration: 10:29 ... !!! surpresaaaaaaaa PRA CONTRIBUIR FINANCEIRAMENTE E PARTICIPAR DO GRUPO DO ZAP ACESSA ESSE LINK https://apoia.se/hawk https://apoia.se/hawk https://apoia.se/hawk este video foi gravado com uma ... Paloma Lira conta como superou preconceito por causa de doença rara de pele I Identidade Geral - Duration: 14:38. Revista Novo Tempo 133,056 views